Palmeiras desiste de Borja e Felipe Melo

O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, jogou m balde água fria nos torcedores. Em entrevista à Rádio Bandeirantes..

Redação - 27 de dezembro de 2016, 10:00

O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, jogou m balde água fria nos torcedores. Em entrevista à Rádio Bandeirantes, em São Paulo (SP), o dirigente disse que as contratações do atacante Borja, do Nacional de Medellín e do volante Felipe Melo, da Inter de Milão, estão praticamente descartadas por causa dos altos valores envolvidos.

O clube colombiano pede R$ 60 milhões pelo atacante, destaque da equipe na Copa Libertadores e que substituiria Gabriel Jesus, que foi para o Manchester City.

"Para o futebol brasileiro, esses valores são muito difíceis, praticamente proibitivos. Não é uma situação simples, não. É um jogador diferente, mas nesse patamar acho muito difícil”, disse o presidente durante a entrevista.

No caso de Melo, o volante também é pretendido pelo São Paulo, além de outros dois clubes grandes do futebol nacional.