Para manter sequência de vitórias, Paraná Clube encara o líder Flamengo no Maracanã

Francielly Azevedo

O Paraná Clube soma duas vitórias consecutivas e se vencer, além de contar com um tropeço do Santos, que encara o Internacional, pode até deixar a zona de rebaixamento. Mas a tarefa será difícil, já que o adversário é o líder da competição Flamengo e o jogo será no Maracanã, às 19h (de Brasília). A partida é válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O tricolor tem nove pontos, na 18ª colocação. O Santos, que é o primeiro fora da zona de rebaixamento tem 10 pontos e encara o Inter, na Vila Belmiro, também às 19h.

O técnico Rogério Micale não deve promover muitas mudanças. O treinador não terá Leandro Vilela, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Mas tem o retorno do outro volante, Torito González, que cumpriu suspensão e deve retornar justamente na vaga de Vilela.

O zagueiro Cléber Reis, que ficou fora das duas últimas partidas com problemas na coxa, também está de volta. Só que deve ser opção no banco, já que Jesiel e Rayan deram certo como dupla defensiva.


Também existe a possibilidade do atacante Silvinho, autor do gol contra o Bahia, ganhar a titularidade. Se isso acontecer, Léo Itaperuna ou Caio Henrique deve ser sacado da equipe.

O provável tricolor tem Thiago Rodrigues; Júnior, Jesiel, Rayan e Igor; Torito González, Jhonny Lucas e Carlos Eduardo; Caio Henrique (Silvinho), Léo Itaperuna e Thiago Santos.

O duelo é comandado pelo árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza, auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo. Ambos de São Paulo.

O ADVERSÁRIO

O Flamengo, líder do campeonato, soma quatro vitórias seguidas. Caso vença, o rubro-negro abrirá seis pontos do segundo colocado, São Paulo, e passará o recesso da Copa do Mundo no topo.

O técnico Maurício Barbieri não poderá contar com Lucas Paquetá, que cumpre suspensão. Jean Lucas e Marlos Moreno disputam a vaga. Rhodolfo, com lesão muscular na coxa, também está fora. Com Juan e Revér também afastados pelo departamento médico, a dupla de zaga deve ser formada por Léo Duarte e Thuler. Em contrapartida, o meia Diego está de volta, após cumprir suspensão.

Além disso, o jogo pode ser a despedida de Vinícius Júnior, negociado com o Real Madrid.

Dessa maneira, o provável rubro-negro carioca tem Diego Alves; Rodinei, Thuler, Léo Duarte e Renê; Cuéllar, Jean Lucas e Diego; Everton Ribeiro, Vinícius Jr e Henrique Dourado.

 

Post anteriorPróximo post
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Repórter do Paraná Portal e Rádio CBN. Tem passagens pela TV éParaná, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina.
Comentários de Facebook