Paraná Clube bate Pérolas Negras e engata segunda vitória na Série D

Tricolor se consolida na vice-liderança do Grupo 7 da Série D e encerra um jejum de dez meses sem vencer fora de casa.

Redação - 15 de maio de 2022, 17:06

Foto: Reprodução/InSat
Foto: Reprodução/InSat

O Paraná Clube venceu o Pérolas Negras por 1 a 0 na tarde deste domingo (15) e engatou a segunda vitória consecutiva na Série D do Brasileiro. A partida, válida pela 5ª rodada da competição, foi disputada no estádio do Trabalhador, em Resende (RJ).

Além dos três pontos, o Tricolor também encerrou o indigesto jejum de dez meses sem ganhar como visitante.

Em um primeiro tempo de raras oportunidades, o Tricolor teve um pênalti a seu favor aos 25 minutos, mas o lateral André Krobel telegrafou a cobrança e o goleiro Rafael Mello defendeu.

O gol paranista saiu na etapa final: depois de bate-rebate, Rafael Silva alçou a bola para a área e Everton Brito, se antecipando à marcação, escorou para o fundo do gol.

O sistema defensivo paranista ganhou musculatura com o retorno de Dirceu à titularidade e contou ainda com boa atuação do goleiro Felipe para frear o ímpeto do time carioca.

CLASSIFICAÇÃO E PRÓXIMOS JOGOS

A vitória fora de casa sobre o Pérolas Negras consolida o Paraná Clube na vice-liderança do Grupo 7 da Série D, com nove pontos - , dois pontos atrás do São Bernardo, que ontem venceu o Cianorte e segue na ponta.

O Paraná Clube terá um confronto regional na sequência da Série D, onde encara o Cianorte no domingo (22). A partida acontece às 16h no estádio Albino Turbay, em Cianorte.

Ficha Técnica
Pérolas Negras 0x1 Paraná Clube

Local: Estádio do Trabalhador, em Resende (RJ)
Cartões amarelos: Joao Leonardo, Carlão e Gudula (PER); Milla e Alisson Taddei (PRC).

Gol: Everton Brito, aos 12 do 1º T.

Pérolas Negras: Rafael Mello; Ynaiã (Foguete), Carlão, Juan Sosa e Felipe Assis; Franco, Vico (Magno), Andinho (Leandrinho) e Gudula; Igor Eto’o (Nandinho) e João Leonardo (Hugo). Técnico Mauro Fonseca

Paraná Clube: Felipe; André Krobel, Franklin, Dirceu e César Morais (Rael); Vinícius Kiss, Moisés Gaúcho e Marcelinho (Alisson Taddei) ; Carlos Henrique (Milla), Rafael Silva (Lucas Buchecha) e Everton Brito (Ueslei Brito). Técnico: Omar Feitosa

Arbitragem: José Wellington Bandeira (ES), auxiliado por Thiago Gomes Magalhães (RJ) e Marcus Vinicius Machado Araújo Brandão (RJ). Bruno Motta Correia (RJ) é o quarto árbitro.