Paraná Clube cai na armadilha do Corinthians e é goleado no reencontro da Vila com a Série A

Roger Pereira

Foram 10 anos de espera até o reencontro da Vila Capanema com a Série A. O torcedor do Paraná Clube lotou o estádio com mais de 16 mil pessoas, fez bonito, mas amargou um placar final de 4 a 0 para o Corinthians, na segunda rodada do Campeonato Brasileiro, neste domingo (22). O Tricolor até ensaiou uma pressão no início, tendo mais posse de bola, só que no meio da etapa, em dois minutos, viu o Timão matar o jogo fazendo 2 a 0 e completar a festa no segundo tempo somando mais dois gols.

O Paraná iniciou o jogo tentando uma pressão em cima do visitante. Com o apoio da torcida, aos dois minutos, chegou com Mansur, que caiu dentro da área, pediu pênalti, mas o árbitro mandou o jogo seguir.

O primeiro momento de perigo aconteceu aos seis minutos. Jadson foi empurrado por Silvinho por trás, o juiz marcou a falta quase na entrada da área. Mas ao cobrar, o meia do Timão bateu na barreira e desperdiçou.

O Tricolor respondeu aos nove. Jonny Lucas avançou na velocidade e meteu uma bomba de fora da área. A bola passou rasteiro quase tirando tinta da trave esquerda de Cássio.


A equipe paranista ainda chegou com Silvinho e também com Raphael Alemão, que dentro da área deu um chapéu em Balbuena e, sem deixar a bola cair, chutou cruzado quase marcando um golaço.

Mas aos 25, o balde de água fria, Jadson tocou para Sidcley, que passou para Mateus Vital e avançou para receber novamente dentro da área. O lateral viu Rodriguinho chegando e cruzou rasteiro, o meia só empurrou para meta de Richard.

Sem tempo para comemorar, no minuto seguinte, o Timão ampliou. Dessa vez, Sidcley recebeu de Rodriguinho na meia cancha, disparou na jogada individual, encarou a marcação paranista, driblou, invadiu a área e bateu rasteiro à queima roupa, sem chance para Richard.

O Paraná sentiu os gols e apagou em campo. Toda pressão aplicada no início da partida pareceu esquecida. Tanto que, aos 41, o visitante quase ampliou. Jadson lançou para Rodriguinho e, na entrada da área, o meia tentou encobrir Richard, mas a bola passou por cima da meta.

Aos 43, o Paraná ainda tentou com Caio Henrique, que recebeu pelo meio, chutou na entrada da área, porém Cássio fez boa defesa.

No segundo tempo, o técnico Rogério Micale precisou substituir Richard pelo estreante Luis Carlos, após o goleiro sentir uma lesão na coxa. O Paraná Clube até ensaiou voltar a pressionar, mas não conseguiu ser efetivo.

Aos 12, depois de um escanteio, Romero subiu alto e cabeceou para fora, assustando a meta tricolor. O Paraná deu a resposta pouco depois. Alemão recebeu pela direita e encheu o pé, a bola desviou em Sidcley e tocou na rede pelo lado de fora.

No Corinthians, Carille apostou na entrada de Clayson, que de cara fez uma lambança. Foi cobrar escanteio, tocou com um pé no outro e caiu. Mas se redimiu cinco minutos depois. Aos 34, Fagner recebeu de Romero e cruzou. Clayson, na pequena área, sozinho balançou as redes.

Só que não parava por aí. Aos 40 virou goleada. Clayson recebeu pelo lado esquerdo, pedalou, invadiu a área e rolou para trás. Gabriel dominou e chutou rasteiro para fazer 4 a 0.

Pouco depois, Mansur quase fez o gol de honra. Chegou pelo lado esquerdo, cortou para o meio e chutou cruzado. Mas Cássio se esticou e defendeu.

A torcida entoou palavras de ordem contra a diretoria e a gerência de futebol. Mas terminou o jogo cantando alto e apoiando o time até o último segundo.

COMO FICA

Na próxima rodada, o Paraná recebe o Sport, às 16h (de Brasília), no domingo (29). Enquanto o Corinthians visita o Atlético-MG, no mesmo dia e horário, no Independência.

Você pode conferir a classificação da Série A clicando no link.

 

Post anteriorPróximo post
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal
Comentários de Facebook