Paraná Clube: FDA Sports atrasa pagamento e parceria corre risco de terminar

Redação

Paraná Clube FDA Sports atraso pagamento

A parceria entre Paraná Clube e FDA Sports corre risco de terminar após dois meses. O motivo é que a empresa corre atrás de recursos financeiros para manter o contrato, que vai até metade de 2023, em vigência. A situação foi revelada durante reunião do Conselho Deliberativo na noite de terça-feira (03).

A expectativa era que FDA Sports investisse R$ 2,9 milhões no futebol paranista até o final da temporada. Porém, a empresa pagou apenas uma parte do prometido e tem até 22 de agosto para regularizar a situação antes de ser considerada inadimplente.

O motivo para o atraso no pagamento é o fim da parceria da FDA com uma empresa chinesa, que desistiu de colocar dinheiro no projeto. Com isso, o Paraná Clube pode sofrer novamente com atrasos de salário e até a saída de jogadores contratados nas últimas semanas.

Fundada em 2016, a FDA Sports tem sede em Caruaru, no Pernambuco. A empresa fechou parceria com a Campinense, da Paraíba, na Série D do ano passado e atualmente tem um acordo com o Nacional de Patos, também da Paraíba, que joga a quarta divisão. O gerente é o empresário Fagner Marcos da Silva.

PARANÁ CLUBE VIVE SITUAÇÃO DIFÍCIL NA SÉRIE C

Após nova reformulação no elenco e a contratação do técnico Silvio Criciúma, o Paraná Clube luta para escapar do rebaixamento para a Série D. O Tricolor é o penúltimo do Grupo D, com nove pontos, e só tem campanha melhor que o Oeste. A desvantagem para o São José-RS, primeiro time fora da zona de rebaixamento, é de dois pontos.

A próxima partida do Paraná é contra o Botafogo-SP, no sábado (07), às 19h, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="780808" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]