“Se o Paraná contratasse o Tite, sofreria rejeição”, afirma Sílvio Criciúma

Pedro Melo

Paraná Clube Silvio Criciúma série c

A chegada do técnico Sílvio Criciúma para comandar o Paraná Clube no segundo turno da Série C não agradou a todos os torcedores. Muitos registraram o seu protesto através das redes sociais. Porém, o treinador disse que até Tite sofreria rejeição de alguns se fosse contratado.

Se o Paraná contratasse o Tite, sofreria rejeição de algum lado. O futebol hoje está dessa forma. A rede social está muito ativa e tem uma divisão de opositores e torcedores rivais agindo nas páginas do clube. Não me importo com isso. Eu serei avaliado pelo resultado final da minha passagem pelo Paraná. Isso não me impede de acordar todos os dias motivado para fazer o trabalho pelo Paraná. O discurso do futebol está aliado ao resultado. Segunda-feira, se ganhamos o jogo com o Ypiranga, serei um grande treinador”, comentou o técnico paranista.

Sílvio Criciúma chega ao Paraná Clube em um momento conturbado não apenas dentro de campo. O Tricolor, que teve três presidentes em menos de um ano, terá eleição para definir o Conselho Gestor para o triênio 2022-2024 no próximo dia 09 de agosto.

Porém, o foco do comandante é nas quatro linhas. Ele tem a missão de tirar o time das últimas colocações e ainda brigar por uma vaga para a próxima fase da Série C. “A maioria dos meus trabalhos foi nessa forma de tirar equipe de situação desconfortável. Independente de questão política, eu vim para fazer esse tempo no Paraná e quero ficar até o último dia brigando pelo título do campeonato. Tenho que pensar no jogo, na semana de treinamento, e respondo pelo momento”, declarou.

PARANÁ CLUBE ESTÁ DISTANTE DA BRIGA PELO G4 DA SÉRIE C

O Paraná é apenas o oitavo colocado do Grupo B, com oito pontos, um a mais que o São José, primeiro time na zona de rebaixamento, e oito a menos que o Ituano, que hoje fecha o G4. “A oscilação aconteceu no campeonato, então, é um fato a ser corrigido e a constância a ser buscada. Precisamos reverter urgentemente a situação de pontuação, gols marcados e gols sofridos para ter um aproveitamento melhor no returno”, disse Criciúma.

“Ao final do turno, ficou bem dividido com cinco times distantes dos cinco times de baixo. Quem conseguir desgarrar dos times embaixo, pode encostar em cima e brigar pela classificação. Esse é o novo objetivo”, acrescentou o treinador.

Já sob o comando de Sílvio Criciúma, o Paraná Clube volta a campo na próxima segunda-feira (02), às 18h, para enfrentar o Ypiranga, na Vila Capanema.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="778696" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]