Paraná fatura o Estadual Sub-17 sobre o Coritiba

Em uma partida disputada até o minutos final e em seguida na cobrança de penalidades, o Paraná Clube levantou o troféu d..

Redação - 13 de novembro de 2016, 14:00

Em uma partida disputada até o minutos final e em seguida na cobrança de penalidades, o Paraná Clube levantou o troféu de campeão paranaense sub-17. Um prêmio à melhor campanha e que no jogo final terminou 3x2 para o Tricolor no tempo normal e 6x5 nos pênaltis.

O Paraná iniciou a partida precisava reverter a vantagem do Coritiba, que vencera o primeiro jogo por 2x1. Após impor uma pressão no adversário, o Tricolor foi surpreendido no contragolpe: pênalti para o rival. Pablo cobrou e abriu o placar. O time de Luciano Simm precisou de alguns minutos para se reequilibrar em campo. Rafael Furtado e Birigui (de falta) tiveram boas oportunidades. Mas, aos 37 minutos, Nathan ampliou a vantagem alviverde. Só que ao exagerar na comemoração, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

O cenário ruim não tirou a confiança do grupo e de Luciano Simm. O treinador trocou Matheus Silva por Paulo Bessa e foi pra cima do adversário. Logo aos 5 minutos, o Paraná diminuiu a contagem. Jhonny, cobrando falta com categoria acertou o ângulo esquerdo de Diego. Na pressão, o Tricolor busca o empate, quando o clima “esquentou”. Uma confusão generalizada paralisou a partida por dez minutos. O resultado foram duas expulsões para cada lado. Com mais espaço em campo, Simm colocou o time mais à frente e partiu em busca dos gols.

O empate veio aos 42 minutos, quando Rafael Furtado sofreu pênalti e cobrou com precisão. No abafa e empurrado pela torcida, o Paraná chegou ao empate no último lance do jogo. Foram doze minutos de acréscimos e aos 52, cobrando falta com força, Tamandaré estufou a rede. Uma vitória conquistada na raça e que determinava a decisão do título nas cobranças de penalidades máximas.

Foi então que brilhou a estrela do goleiro Guilherme. Foram oito cobranças para cada lado, sendo que os penais decisivos caíram nos pés dos goleiros. Guilherme cobrou com estilo, no ângulo superior direito e se transformou no herói da partida ao defender a cobrança de Diego. Final: Paraná 6x5 e campeão estadual de 2016.

O time campeão, comandado por Luciano Simm, jogou com Guilherme; Birigui, William (Kesley), Carlos (Wilson Tamandaré) e Gabriel Pires; Gabriel Furtado, Jhonny, Matheus Silva (Paulo Bessa e Alesson; Lucas Sene (Vinicius Gaevicz) e Rafael Furtado.