Paraná Clube quer ressarcimento de prejuízos pelo adiamento do clássico contra o Athletico

Pedro Melo

Vila Capanema - Paraná x Athletico - Paranaense

O Paraná Clube se pronunciou oficialmente sobre o adiamento dos clássicos contra o Athletico das quartas de final do Campeonato Paranaense. Segundo o advogado do Tricolor, Eduardo Clubes, o clube recebeu com “perplexidade” a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e quer o ressarcimento de todos os prejuízos.

“Nosso departamento recebeu com muita perplexidade a decisão do STJD determinando o cancelamento das partidas das quartas de final do Paraná Clube contra o Club Athletico Paranaense. Desde sábado, após o agendamento das partidas, nós já tínhamos ciência que a equipe adversária estava tentando alguma medida junto ao TJD-PR para que a partida não acontecesse hoje, nem na quarta-feira, alegando que a Federação não estaria observando um intervalo mínimo regulamentar entre as partidas determinado pelo Regulamento de Competições. Acompanhamos de perto, muito embora não fossemos parte do processo, até por sermos interessados no resultado da situação”, afirmou o advogado, em pronunciamento enviado para a imprensa.

Vargas ainda destacou que o clube busca um acordo com o Athletico e a Federação Paranaense de Futebol (FPF) par a realização dos jogos. “Atrapalhou nossa preparação, a equipe estava preparada para o jogo de hoje, com a logística toda pronta, e isso evidentemente nos traz prejuízo. Os prejuízos financeiros também estão sendo avaliados pelo clube e os eventuais responsáveis deverão ressarcir esses prejuízos. Nós temos buscado junto com o adversário e a Federação um diálogo para que consigamos chegar a algumas datas que seja lícito tanto no ponto da Justiça do Trabalho, quanto da Justiça Desportiva. O Paraná segue preparado, pronto, e o Departamento Jurídico está muito atento a esses movimentos que estão acontecendo. Estamos buscando e pleiteando o melhor para o nosso tricolor”, lamentou.

A FPF ainda não confirmou quando será o jogo da ida das quartas de final entre Paraná e Athletico, mas a tendência é que aconteça no próximo sábado (22), na Vila Capanema. A partida só pode acontecer no final de semana para atender o Regulamento Geral de Competições, que exige um intervalo de 66 horas. O Furacão joga contra o Melgar, na quarta-feira (19), às 21h30, pela Sul-Americana.

Maurílio lamenta o adiamento do clássico

O técnico Maurílio Silva também não gostou da suspensão da partida do Paraná. Segundo o treinador, o Tricolor montou a programação para a realização da partida e o adiamento atrapalha todo o planejamento. O elenco paranista estava concentrado e já tinha realizado todos os testes da Covid-19.

“A gente fica chateado porque fizemos uma programação em cima do que foi passado e dos jogos homologados. Tivemos a última rodada, já sabendo da data da primeira rodada [das quartas de final]. Então, fizemos a última rodada com planejamento em cima de repouso para os atletas. A gente depara no dia do jogo que não vai acontecer. A gente fica chateado pelo fato de se programa, faz toda a logística de dia de jogo e horas antes da partida, chega o comunicado que a partida não acontecerá. Temos que trabalhar, manter a forma, e quando tiver a data, vamos elaborar outra programação, outra forma de trabalhar, para que os atletas possam estar inteiros para entrar frente ao Athletico em busca do grande resultado”, declarou o treinador do Paraná.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="764734" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]