Paranaense que vendia balas no sinal conquista patrocínio e viaja para Mundial de Jiu-Jítsu

Vinicius Cordeiro


Mayara Custodio embarca para os Estados Unidos nesta próxima segunda-feira (20), onde disputa o Mundial de Jiu-Jítsu 2019 no final deste mês.

Tricampeã brasileira, ela defenderá o título mundial nas categorias super-pesado e absoluto na Califórnia graças ao patrocínio dos executivos da Neoconsig, empresa de tecnologia especializada no mercado financeiro, que a viram vendendo doces em um sinal de Curitiba.

No ano passado, ela trocou sua cidade natal, Londrina, para viver na capital paranaense. Morando no alojamento da academia Checkmat, no bairro Água Verde, ela precisava juntar R$ 5 mil para ir à Long Beach, o palco dos seus sonhos.

Foi em um dos sinaleiros, próximo à Avenida República Argentina, que dois diretores da Neoconsig viram a lutadora e leram o papel que dizia sobre a disputa do campeonato. Os dois deram a volta no quarteirão, pegaram o contato de Mayara e acabaram fechando o patrocínio.

“Estávamos voltando do almoço e olhamos ela, de kimono com a caixa de doces. Chegando na empresa, falamos ao pessoal do marketing que iríamos ajudá-la”, lembra Fernando Kasprik.

De acordo com ele, Mayara traz uma história de dedicação e superação. “O que mais encantou é que ela não desistiu. Teve que se abdicar de diversas coisas para buscar o que queria. E o que mais nos identifica, e que para nós é muito importante, é que ela não teve medo do novo”, completou.

Mayara se sagrou tricampeã brasileira de Jiu-Jítsu neste mês. Foto: Reprodução Instagram

ASCENSÃO

A atleta comemora o patrocínio porque sabe das dificuldades que a maioria dos lutadores enfrenta.

“O patrocínio vem para alavancar o meu rendimento. Eu deixava de estar treinando para conseguir recursos para a viagem. Poderia estar rendendo mais nos treinos, isso fora a parte psicológica”, avalia.

Aos 31 anos, Mayara tem um sucesso meteórico no Jiu-Jítsu. Com 70 competições na bagagem, ficou de fora do pódio em apenas dois.

O mais interessante é que ela começou a se dedicar exclusivamente ao esporte em 2014, quando abandonou o trabalho como promotora de merchandising.

Desde então, sagrou-se campeã mundial em duas categorias no ano passado, bicampeã sul-americana (2017 e 2018) e recém tricampeã brasileira (2015, 2016 e 2019).

“Venci o Brasileiro no início deste mês, então estou bem preparada e mais confiante. Mudei minha vida completamente para chegar ao meu objetivo. Minha ascensão é pela disciplina e dedicação”, revela.

MUNDIAL

O Campeonato Mundial (IBJJF 2019) vai do dia 29 de maio ao dia 2 de junho. As inscrições ficam abertas até domingo (19/05), mas, por enquanto, são oito atletas confirmadas.

Mayara conhece apenas duas delas, o que a deixa ainda mais apreensiva. “Uma eu já lutei, mas procuro não ficar olhando toda hora porque fico muito ansiosa. Gosto de confiar em mim”, completa.

Previous ArticleNext Article