Paulistão: Corinthians vence dérbi contra Palmeiras e respira

Rafael Nascimento


O Corinthians venceu o Palmeiras por 1 a 0, na noite desta quarta-feira (22), no retorno do Campeonato Paulista, depois de 127 dias sem futebol no estado de São Paulo por conta da covid-19.

A partida foi válida pela 10ª rodada do Paulistão e disputada na Arena Itaquera, em São Paulo, com portões fechados em razão do protocolo de segurança devido à pandemia de coronavírus.

O gol da vitória foi marcado pelo zagueiro Gil, que contou com colaboração do goleiro Weverton, do Palmeiras. Em noite de gala, Cássio, goleiro do Corinthians, editou grande atuação e garantiu o resultado positivo.

Antes da bola rolar, ainda na madrugada dessa quarta-feira, a arena do Corinthians foi invadida e pichada com frases provocativas contra o clube e o goleiro Cássio. Os donos da casa agiram rápido, e em resposta escreveram as iniciais do clube (SCCP) nas duas pequenas áreas – com aval da Federação Paulista de Futebol (FPF).

“Esse tipo de situação (provocações) não nos motiva a jogar, a maior motivação é o trabalho do dia a dia. Estamos evoluindo, a semana de trabalho foi muito intensa, sabíamos da pressão de um clássico contra uma equipe muito qualificada. Esse tipo de coisa não pode ofuscar essa vitória”, disse Cássio após a vitória.

Jogadores do Corinthians (ao fundo) entraram com faixa em homenagem às vítimas da covid-19. Foto: Cesar Greco

QUATRO MESES DEPOIS, ENFIM PAULISTÃO

Ocupando a 10ª colocação geral na tabela e a 3ª no grupo D, o Timão entrou em campo pressionado pela necessidade de vencer para seguir com chances de classificação no Paulista. Mas foi o Palmeiras que assustou pela primeira vez.

Logo aos 3, Willian tocou por cobertura dentro da área, mas a bola caprichosamente tocou na trave. Os donos da casa responderam na sequência com Everaldo, que bateu da entrada da área para defesa segura de Weverton.

O time alviverde seguiu com maior intensidade de jogo, com bola movimentação de Zé Rafael e Rony, mas o Corinthians abriria o placar na bola parada. Aos 14 minutos, Fagner cobrou escanteio pela direita e encontrou o zagueiro Gil, livre. Apesar de a cabeçada não sair com potência, a bola desvia na zaga palmeirense e engana Weverton: 1×0.

O Corinthians melhorou com o gol e teve boa chance aos 39 com Boselli. Após assistência de Fagner, o atacante tentou a finalização, mas Vitor Hugo, de carrinho, bloqueou o chute. 

CÁSSIO GARANTE A VITÓRIA

O Palmeiras voltou mais ativo do segundo tempo e emplacou duas finalizações nos minutos iniciais, com Rony e Bruno Henrique. Os visitantes seguiram no ataque e aos 8 Vitor Hugo, de cabeça, exigiu que Cássio espalmasse.

O goleiro Cássio seguiu sendo o destaque corinthiano no jogo e salvou seu time aos 25, em finalização de Raphael Veiga, e aos 28, novamente com Veiga e Patrick de Paula.

Com os jogadores ainda longe do ritmo de jogo ideal após 127 dias sem atuar por conta da pandemia do coronavírus, o jogo perdeu em intensidade a partir dos 30 minutos. Bom negócio para o Corinthians, que administrou o placar e venceu o dérbi.

TIMÃO SECA O BUGRE

A vitória no dérbi na penúltima rodada da fase de grupos do Campeonato Paulista afasta o Timão de qualquer risco de rebaixamento e ainda mantém vivas as chances da equipe avançar às quartas de final – o time precisa secar o Guarani, que encara o Botafogo-SP nesta quinta-feira (22).

Pelo encerramento da fase de grupos, o Corinthians encara no domingo (26) às 16h a equipe do Oeste, na Arena Barueri, em Barueri. No mesmo horário, o Palmeiras, 2º colocado no grupo B, recebe o Água Santa , no Allianz Parque, em São Paulo.

FICHA TÉCNICA

Campeonato Paulista 2020

10ª rodada

Corinthians 1×0 Palmeiras

Local: Arena Itaquera, em São Paulo

Gol: Gil, aos 14 do 1º T

Arbitragem: Raphael Claus, com auxílio de Neuza Ines Back e Daniel Paulo Ziolli

Corinthians: Cássio, Fagner, Gil, Danilo Avelar e Carlos; Gabriel, Camacho (Éderson) e Luan (Mateus Vital); Ramiro (Sidcley, Everaldo (Janderson) e Boselli. Técnico: Tiago Nunes

Palmeiras: Weverton, Mayke (Gabriel Menino), Felipe Melo, Vitor Hugo e Viña (Diogo Barbosa); Bruno Henrique, Patrick de Paula e Zé Rafael, Willian (Raphael Veiga), Rony (Wesley) e Luiz Adriano. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Covid-19: Brasil registra pela primeira vez mais de 60 mil casos em 24 horas

Previous ArticleNext Article