Pênalti polêmico dá sobrevida ao Chile

Redação


Uma penalidade polêmica aos 52 minutos do segundo tempo garantiu uma sobrevida ao time do Chile na Copa América. Arturo Vidal, que já havia marcado o primeiro gol chileno marcou o gol e confirmou os três pontos aos chilenos, enquanto Campos marcou para a Bolívia.

A partida teve poucas emoções na primeira etapa, mas no segundo tempo, logo aos 32 segundos, Arce iniciou mal uma saída de bola que Vidal roubou e tocou para Pinilla, que lhe devolveu e Vidal não perdoou.

A Bolívia continuava dominada em campo, até que aos 15 minutos Jhasmani Campos soltou uma bomba em cobrança de falta e acertou o ângulo de Claudio Bravo.
No final da partida Vargas tentou uma bicicleta e acertou a cabeça de Eguino, que ficou desacordado e saiu carregado por médicos.

Já no final dos acréscimos, o bandeirinha deu um toque de mão de Gutiérrez, que estava, porém, com os braços para trás. Vidal cobrou a penalidade e marcou. Na próxima rodada, o Chile enfrenta o Panamá, enquanto a Bolívia terá pela frente a Argentina.

Copa America Centenario – Group D 

Bolivia – Chile 1 – 2 

Estadio: Gillette (Foxborough, noreste)

Public: 19.392

Árbitro: Jair Marrufo.

Gols: Arturo Vidal (1 e 52 minutos do segundo tempo, Jhasmani Campos, aos 15

Amonestados: Bolivia: Ronald Eguino (4), Jhasmani Campos (77), Luis Gutierrez (90+9), Wálter Eizaga (90+9). Chile: Pedro Pablo Hernández (79)

Alineaciones:

Bolivia: Carlos Lampe – Ronald Eguino, Erwin Saavedra, Edward Zenteno – Luis Gutiérrez, Alejandro Meleán, Raúl Castro (Jhasmani Campos), Marvin Bejarano – Martin Smedberg y Juan Carlos Arce (Rodrigo Ramallo) – Yasmani Duk (Wálter Veizaga). DT: Julio César Baldivieso.

Chile: Claudio Bravo – Mauricio Isla (José Fuenzalida), Gary Medel, Gonzalo Jara y Jean Beausejour – Pedro Pablo Hernández, Charles Aránguiz y Arturo Vidal – Alexis Sanchez, Mauricio Pinilla (Eduardo Vargas) and Fabian Orellana (Edson Puch). DT Juan Antonio Pizzi.

Previous ArticleNext Article