PM mata torcedor do Coritiba

Narley Resende


Um adolescente, torcedor do Coritiba, morreu depois de ser baleado por um policial militar em frente ao Estádio Couto Pereira horas antes do clássico Atletiba deste domingo (19), que deveria começar às 17h, mas foi candelado. Leonardo Henrique Brandão, de 17 anos, morreu no hospital depois de passar por uma cirurgia. Ele foi baleado no peito por um tiro de pistola calibre ponto 40.

Torcedores do Coritiba eram escoltados pela PM até a Arena da Baixada quando uma confusão começou e o jovem acabou baleado por um PM. O adolescente foi levado pela própria Polícia até o Hospital Cajuru. Ele deu entrada no hospital por volta das três horas da tarde, passou por cirurgia, mas não resistiu. O jovem morreu por volta das quatro e vinte da tarde.

De acordo com a Polícia Militar, a princípio, o policial disse que o disparo que matou o adolescente foi acidental. Um inquérito policial foi instaurad. O sargento responsável pelo disparo e equipe que fazia a escolta dos torcedores se apresentaram no 12º Batalhão da  PM para prestar depoimento.

Segundo a assessoria da PM, o sargento foi afastado das funções e passará por avaliação psicológica. Ao final do inquérito, a PM vai apurar a responsabilidade de outros policiais da equipe.

Diversas ocorrências de confrotos entre torcedores também foram registrados ao longo do dia em Curitiba.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="415430" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]