Portugal segura pressão no fim e confirma vaga com empate com Irã

A última rodada do Grupo B da Copa do Mundo foi mais que emocionante. Enquanto a Espanha quase se complicou em um polêmi..

Roger Pereira - 25 de junho de 2018, 17:25

A última rodada do Grupo B da Copa do Mundo foi mais que emocionante. Enquanto a Espanha quase se complicou em um polêmico empate em 2 a 2 contra Marrocos. Portugal fizeram um confronto eletrizante por uma das vagas nas oitavas de final. Precisando ao menos do empate para garantir a vaga, a seleção portuguesa saiu na frente no primeiro tempo. Mas, depois que Cristiano Ronaldo perdeu um pênalti na etapa final, o Irã cresceu, empatou a partida nos acréscimos e ainda teve a chance de fazer o gol da virada, que eliminaria Portugal.

Com o empate em 1 a 1, Portugal passa em segundo lugar no grupo, com um gol marcado a menos que a Espanha, e enfrenta, nas oitavas de final, o Uruguai, no próximo sábado.

O Irã repetiu a estratégia que quase deu certo contra a Espanha (perdeu de 1 a 0, com gol no final da partida) e entrou em campo com uma formação defensiva, dificultando a criação de jogadas por Portugal, e apostando em uma bola para fazer o gol da classificação. Apesar de boas chances criadas pelos portugueses, a retranca iraniana ia funcionando até os 44 minutos do primeiro tempo, quando Ricardo Quaresma fez um golaço, acertando um chute de três dedos de fora da área, no ângulo.

Precisando virar o jogo, o Irã se abriu um pouco mais no segundo tempo e deu espaço para Portugal levar mais perigo. E, logo aos 6 minutos, com auxílio do árbitro de vídeo, o árbitro marcou pênalti de Ezatolahi em Cristiano Ronaldo. O melhor do mundo cobrou, mas Beiranvand fez grande defesa.

A defesa do pênalti incendiou a equipe iraniana, que passou a acreditar na virada, e o jogo ficou aberto, com as duas equipes criando chances. A pressão iraniana deu resultado aos 46 minutos. Em levantamento na área, a bola bate no braço de Cédric. Após consultar o VAR, o árbitro marcou pênalti para o Irã. Karim cobrou no ângulo e empatou a partida.

Nos minutos finais (o árbitro deu 6 de acréscimo), o Irã pressionou em busca da virada, que daria a classificação. E teve uma grande chance aos 49', quando Mehdi aproveitou uma sobra de bola cara a cara com Rui Patrício, mas finalizou para fora.

Alívio para os portugueses, que seguem na competição. Tristeza para os iranianos, que deixaram o gramado chorando a desclassificação, apesar da da boa campanha, com uma vitória, um empate e uma derrota apenas por 1 a 0 para a Espanha.