Presidente da Conmebol diz que final da Libertadores será adiada

Folhapress


O presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, divulgou durante uma entrevista neste domingo (25) que a final da Copa Libertadores entre River Plate e Boca Juniors será adiada novamente. O jogo, porém, ainda não tem data para acontecer.

“Temos que analisar que há uma desigualdade esportiva. Não estão dadas as condições. Vamos convocar os presidentes do Boca e do River à sede da Conmebol, em Assunção, para decidir uma nova data”, afirmou Domínguez em entrevista à Fox Sports Argentina.

O Boca havia solicitado neste domingo a suspensão da final, pedido que foi recusado pela entidade que comanda o futebol sul-americano.

River Plate e Boca Juniors deveriam ter decidido a Libertadores no sábado (24), no Monumental de Nuñez, depois do jogo de ida ter encerrado em 2 a 2, na Bombonera. Contudo, um ataque ao ônibus do Boca deu início a confusão, que se agravou com a tentativa da polícia de conter o tumulto usando gás de pimenta. O gás afetou os atletas do Boca, que passaram mal na chegada ao Monumental.

O volante e capitão do Boca, Pablo Pérez, foi levado a uma clínica da capital argentina para tratar o olho esquerdo. Ele voltou ao estádio junto do juvenil Gonzalo Lamardo, também machucado, ambos com bandagens nos olhos.

Previous ArticleNext Article