PSG publica nota de apoio a Neymar e pede investigação de racismo contra González

Redação

psg neymar

O PSG (Paris Saint-Germain) publicou uma nota de apoio a Neymar na qual presta apoio ao camisa 10 e pede a investigação da suposta prática de racismo no Campeonato Francês. Na derrota por 1 a 0 diante o Olympique de Marselha, o brasileiro foi expulso por dar um tapa na cabeça do zagueiro Álvaro González.

A agressão foi flagrada pelo VAR (árbitro de vídeo) e o brasileiro foi punido com o cartão vermelho. Contudo, Neymar acusa ter sido chamado de “macaco” pelo defensor adversário.

Na nota, o PSG cobra a LFP (Liga de Futebol Profissional, responsável pelo Campeonato Francês) para apurar os fatos. Confira a íntegra da nota de apoio a Neymar publicada pelo PSG:

O Paris Saint-Germain apoia fortemente Neymar Jr, que disse ter sido vítima de insultos racistas de um jogador adversário.

O clube lembra que não há lugar para o racismo na sociedade, no futebol ou nas nossas vidas e convoca todos para que se manifestem contra todas as suas manifestações em todo o mundo.

Há mais de 15 anos, o Clube está fortemente empenhado na luta contra todas as formas de discriminação ao lado dos seus parceiros como SOS Racisme, Licra ou Sportitude.

O Paris Saint-Germain conta com a Comissão Disciplinar da LFP para investigar e lançar luz sobre estes fatos. O Clube está à sua disposição para colaborar no andamento das investigações.

NEYMAR x ÁLVARO GONZÁLEZ: ENTENDA O SUPOSTO CASO DE RACISMO

Neymar afirma ter sido chamado de “macaco” por Álvaro González na vitória do Olympique de Marselha sobre o PSG.

Depois do jogo, o defensor espanhol fez um post no Twitter. “Não existe lugar para racismo. Carreira limpa e com muitos companheiros no dia a dia. Às vezes tem que aprender a perder e assumir em campo. Três pontos incríveis hoje”, disse González.

No entanto, Neymar não deixou barato e respondeu o post. “Você não é homem de assumir teu erro, perder faz parte do esporte. Agora insultar e trazer o racismo pra nossas vidas não, eu não estou de acordo. EU NÃO TE RESPEITO! VOCÊ NÃO TEM CARÁTER! Assume o que tu fala mermão … seja HOMEM RAPÁ ! RACISTA”, disparou o camisa 10.

Antes da resposta à provocação, Neymar já tinha declarado que o “único arrependimento era não ter dado na cara” de González.

Um vídeo durante o jogo flagra González conversando com Neymar. A discussão ainda mostra o envolvimento de um auxiliar do técnico André Villas-Boas, do Olympique. Assista!

LEIA TAMBÉM

Previous ArticleNext Article