Real Madrid bate Liverpool com gol de Vini Jr. e conquista a Champions League

Gol do título saiu no segundo tempo. Início do jogo foi adiado por mais de 30 minutos por problemas fora do Stade de France, em Saint-Denis.

Johan Gaissler - 28 de maio de 2022, 18:32

(Foto: Twitter/UEFA)
(Foto: Twitter/UEFA)

O Real Madrid é campeão da UEFA Champions League temporada 2021/22. O time espanhol venceu o Liverpool por 1 a 0 neste sábado (28), no Stade de France, em Saint-Denis. O gol do 14º título do clube veio com o brasileiro Vini Jr, no segundo tempo.

Depois de 16 anos, um brasileiro volta a decidir a competição de equipes da Europa. A última vez havia sido com o lateral-direito Belletti, que fez o gol do título do Barcelona no torneio, em 2006.

O início da final estava previsto para às 16 horas, horário de Brasília. Porém, foi adiado por mais de 30 minutos por causa de uma confusão nos arredores do Stade de France. Cerca de meia hora antes do horário previsto para começar a partida, era possível perceber que o estádio não estava completamente cheio.

O motivo, portanto, foi a dificuldade de torcedores, sobretudo do Liverpool, que não conseguiam entrar no estádio. Por outro lado, a informação era de que torcedores queriam invadir o palco da decisão. A polícia local reagiu com bombas e spray de pimenta.

Às 16h23, foi dado início à cerimônia de abertura do evento, com a cantora cubana Camila Cabello, que cantou ao público sucessos como 'Señorita', 'Havana'. Após dois aquecimentos de atletas, a bola começou a rolar às 16h36.

PRIMEIRO TEMPO FOI DOMINADO PELO LIVERPOOL. REAL MADRID FEZ O GOL DO TÍTULO NA ETAPA FINAL

Durante o primeiro tempo, embora a partida tenha sido bem estudada por ambas as equipes, o Liverpool demonstrou superioridade e chegou mais vezes com perigo ao gol de Courtois, que fez grandes defesas e foi um dos nomes da final.

Nos números, a superioridade da equipe inglesa foi ainda maior na primeira etapa: 10 finalizações do Liverpool contra apenas uma do Real Madrid. 

O time treinado por Jurgen Klopp pressionou a saída de bola do time espanhol desde os primeiros minutos de jogo. A primeira grande chegada do Liverpool foi aos 15 minutos com Salah, que finalizou rasteiro e exigiu boa defesa de Courtois. Aos 20, o lance mais agudo do primeiro tempo: Mané recebeu dentro da grande área e finalizou na trave.

Aos 42 minutos, a resposta madridista: Benzema conseguiu balançar as redes após um bate rebate com a defesa do Liverpool. No entanto, o auxiliar levantou a bandeira e anulou o lance.

A jogada ficou em revisão no VAR (assistente de vídeo) por mais de cinco minutos, até ser confirmado o impedimento do atacante francês.

No segundo tempo, a história mudou. O Real Madrid conseguiu, dentro do possível, controlar o ataque adversário e chegar com mais perigo.

Aos 13 minutos, o brasileiro Vini Jr. estava mal marcado por Alexander-Arnold. O atacante recebeu passe de Valverde pela direita dentro da área, empurrando a bola para as redes do goleiro Alisson.

Depois de ter sofrido o gol, o Liverpool partiu para cima com o objetivo de empatar a decisão com o Real. O técnico Jurgen Klopp fez alteração no ataque, trocando Luis Díaz por Diogo Jota

Na sequência, ainda na tentativa de buscar o empate, ele colocou Keita e o brasileiro Roberto Firmino no jogo.

Nos últimos 10 minutos da final, o jogo ficou aberto. O Liverpool na tentativa de empatar a partida e o Real Madrid com a possibilidade de liquidar a fatura. A equipe inglesa tentou, principalmente com Salah, mas foi parada por Courtois.

O árbitro da partida determinou cinco minutos de acréscimos, período em que a equipe espanhola teve chances reais de fazer o segundo gol. Porém, na sequência, a partida foi encerrada mesmo em 1 a 0 e o Real Madrid conquistou o 14º título de Champions League.

FICHA TÉCNICA - LIVERPOOL x REAL MADRID

Data, horário e local: sábado, 28 de maio de 2022, às 16 horas, no Stade de France, em Saint-Denis, na França.

Gol: Vini Jr. (RMA), aos 13 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos: Fabinho (LIV); 

Liverpool: Alisson; Alexander-Arnold, Konaté, Van Dijk e Robertson; Fabinho, Thiago (Roberto Firmino) e Henderson (Keita); Salah, Luis Díaz (Diogo Jota) e Mané. Técnico: Jurgen Klopp.

Real Madrid: Courtois; Carvajal, Éder Militão, Alaba e Mendy; Casemiro, Kroos, Valverde (Camavinga) e Modric (Ceballos); Benzema e Vini Jr (Rodrygo). Técnico: Carlo Ancelotti.

Arbitragem: Clément Turpin (FRA); auxiliado por Nicolas Danos e Cyril Gringore (FRA).