Champions: Rodrygo decide em virada, Real Madrid elimina o City e está na final

Com mais uma virada memorável, o Real Madrid eliminou o Manchester City na prorrogação por 3 a 1 e está na grande final da Champions League

Pedro Melo - 04 de maio de 2022, 18:36

(Reprodução/Twitter/Real Madrid)
(Reprodução/Twitter/Real Madrid)

Com mais uma virada memorável, o Real Madrid eliminou o Manchester City na prorrogação por 3 a 1 e está na grande final da Champions League. O brasileiro Rodrygo foi o herói ao marcar dois gols nos acréscimos do segundo tempo, enquanto Benzema garantiu a vaga na prorrogação.

Essa é a 17ª vez na história que o time espanhol vai disputar a decisão da Champions League e busca o 14º título para aumentar a vantagem como o maior vencedor. Já o Manchester City desperdiçou a chance de chegar à final pelo segundo ano consecutivo e adiou novamente a busca pelo troféu inédito.

O Real Madrid vai reencontrar o Liverpool, que eliminou o Villarreal na outra semifinal, pela terceira vez na história na decisão da Champions. E agora terá o desempate. Na final da temporada 1980/1981, os Reds venceram por 1 a 0, e na decisão de 2017/2018, os espanhóis ganharam por 3 a 1.

BRASILEIRO RODRYGO É HERÓI NA CLASSIFICAÇÃO DO REAL MADRID PARA A FINAL DA CHAMPIONS LEAGUE

Assim como aconteceu na ida, o jogo teve muito equilíbrio desde o início. Logo aos quatro minutos, Benzema recebeu a bola no meio da área, mas cabeceou mal e mandou por cima do gol. O Manchester City respondeu em duas boas oportunidades com Mahrez e De Bruyne, mas Courtois apareceu bem em ambos os lances. E na terceira tentativa dos ingleses, o goleiro belga fez uma grande defesa para evitar o gol de Bernardo Silva.

O Manchester City ainda assustou mais uma vez em chute colocado de Gabriel Jesus, que passou muito perto da trave. O Real Madrid teve uma ótima oportunidade já na reta final do primeiro com Benzema, que ficou cara a cara com Ederson, mas errou o alvo. O assistente, porém, anulou o lance por impedimento. A última chance da etapa inicial foi dos Citizens com Phil Foden, que obrigou Courtois a espalmar.

A etapa final começou com o Real Madrid quase marcando o gol no primeiro lance. Logo após a saída de bola, Carvajal recebeu belo lançamento de Kroos e cruzou para a ponta esquerda. Vinícius Júnior apareceu livre de marcação, mas finalizou pela linha de fundo.

Ao longo da segunda etapa, o jogo continuou equilibrado, mas o Manchester City foi quem tirou o zero do placar. Aos 27 minutos, Bernardo Silva encontrou Mahrez na ponta direita e o argelino chutou forte para estufar a rede. O time inglês ainda teve a chance de ampliar a vantagem duas vezes com Grealish, que parou em Mendy em cima da linha e em grande defesa de Cortouis.

As chances perdidas por Grealish fizeram muita falta para o Manchester City. Já aos 45 minutos, Camavinga levantou na intermediária, Benzema esticou a perna e Rodrygo se antecipou a Ederson para empatar. E no minuto seguinte, o brasileiro recebeu cruzamento nas costas de Laporte e virou a partida com um belo gol de cabeça. A virada do Real Madrid levou a decisão para a prorrogação.

No tempo extra, o Real Madrid manteve a empolgação da virada e conseguiu o gol da classificação logo aos três minutos. Benzema foi derrubado dentro da área por Rúben Dias e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, o francês deslocou Éderson e deixou o dele mais uma vez na Champions League.

O Manchester City teve a oportunidade de igualar mais uma vez o confronto. No último lance do primeiro tempo, Phil Foden cabeceou no canto e Cortouis fez grande defesa. Na sobra, o brasileiro Fernandinho se esticou todo, mas mandou para fora.

FICHA TÉCNICA - REAL MADRID 3X1 MANCHESTER CITY

Data, horário e local: quarta-feira (04), às 16h (horário de Brasília), no estádio Santiago Bernabéu, em Madrid (ESP).

Real Madrid: Courtois; Carvajal, Éder Militão (Vallejo), Nacho e Mendy; Casemiro (Asensio), Kroos (Rodrygo) e Modric (Camavinga); Valverde, Benzema (Dani Ceballos) e Vinicius Júnior (Lucas Vázquez). Técnico: Carlo Ancelotti.

Manchester City: Ederson; Walker (Zinchenko), Rúben Dias, Laporte e João Cancelo; Rodri (Sterling), De Bruyne (Gundogan) e Bernardo Silva; Mahrez (Fernandinho), Phil Foden e Gabriel Jesus (Grealish). Técnico: Pep Guardiola.

Gols: Mahrez (MCI), aos 27' do segundo tempo, Rodrygo (RMA), aos 45' e 46' do segundo tempo, e Benzema (RMA), aos 4' do primeiro tempo da prorrogação.

Cartões amarelos: Laporte, Sterling e Zinchenko (MCI); Modric, Carvajal, Éder Militão e Valverde (RMA)