Rebeca Andrade leva o ouro no salto e faz história na ginástica brasileira

Pedro Melo

Rebeca Andrade medalha ouro ginástica olimpíadas tóquio brasil

Rebeca Andrade é campeã olímpica! A ginasta ganhou a prova do salto com a nota de 15.083 e se tornou a primeira brasileira a conquistar a medalha de ouro na ginástica artística. Ela ainda é responsável pelo segundo ouro do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio.

A brasileira foi a terceira a se apresentar na final do salto e ficou a média de 15.083. A expectativa era saber o desempenho das adversárias e o único perigo veio com o salto sul-coreana Seojeong Yeo, que chegou a ultrapassar a brasileira, mas errou no segundo salto. De resto, a ginasta apenas aguardou a divulgação das notas e já era o foco das câmeras antes mesmo da divulgação do resultado da última concorrente.

Rebeca Andrade foi a única a ultrapassar a média de 15.000. A americana Mykayla Skinner, com 14.916, ficou com a medalha de prata e Seojeong Yeo ganhou o bronze, com 14.733.

“Estou muito feliz. Trabalhei muito durante todo esse tempo e nem sei o que dizer. Não foram os meus melhores saltos, mas isso é ginástica. Tirei nota o suficiente para tirar o primeiro lugar e estou feliz”, afirmou a brasileira, em entrevista à TV Globo.

A final do salto não teve a participação Simone Biles, que teve a melhor nota durante as eliminatórias. A americana não se sentiu bem durante a apresentação da final do individual geral e desistiu de quase todas as finais para cuidar da saúde mental. Ela ainda não confirmou a participação na decisão das barras assimétricas na terça (03).

REBECA ANDRADE AINDA PODE CONQUISTAR MAIS UMA MEDALHA

Rebeca Andrade ainda tem mais uma chance de subir ao pódio nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Ao som de ‘Baile de favela’, a ginasta brasileira disputa a final do solo nesta segunda-feira (02), às 5h57 (horário de Brasília), e pode escrever mais uma página na história.

A jovem de 22 anos pode se tornar a primeira brasileira a conquistar três medalhas na mesma edição da Olimpíada e com pelo menos um ouro. O canoísta Isaquias Queiroz subiu ao pódio três vezes na Rio-2016, mas levou duas pratas e um bronze.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="779954" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]