Reembolso de ingressos do Atletiba começa nesta quarta-feira

O ressarcimento dos valores de ingressos do clássico Atletiba que não aconteceu no último domingo (19) estará disponível..

Narley Resende - 22 de fevereiro de 2017, 11:16

O ressarcimento dos valores de ingressos do clássico Atletiba que não aconteceu no último domingo (19) estará disponível a partir das 13h desta quarta-feira (22) e, diariamente, até o sábado (25), das 10h às 18h. Para torcedores do Atlético e do Coritiba que compraram ingressos pela internet, a compra será automaticamente cancelada e, se por algum motivo não for possível o cancelamento, o estorno dos valores ocorrerá conforme regras da instituição financeira responsável pelo crédito. De acordo com os comunicados dos clubes, as reclamações de eventuais problemas devem ser registradas pelo Serviço de Atendimento ao Cliente.

Para torcedores atleticanos não sócios que compraram ingressos em pontos de venda físicos, o reembolso deve ser realizado pessoalmente nas bilheterias localizadas no Setor 9 da Arena da Baixada, que fica na Rua Buenos Aires, esquina com a Rua Brasílio Itiberê. É necessária a apresentação do ingresso adquirido e recibo assinado, que está disponível no site do clube para ser impresso. Já os Sócios Furacão terão acesso garantido na próxima partida entre as duas equipes, inicialmente marcada para a Quarta-Feira de Cinzas, às 20h, na Arena.

Os torcedores do Coxa que compraram ingressos em pontos físicos terão reembolso realizado nas bilheterias localizadas no Estádio Couto Pereira, na Rua Ubaldino do Amaral.

Após confirmação de nova data para o jogo, o torcedor do Coritiba que adquiriu ingressos para esta partida cancelada terá preferência garantida com um dia de pré-venda exclusiva, segundo o clube.

O Ministério Público do Paraná (MP-PR), por meio da Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de Curitiba, instaurou procedimento para apurar o cancelamento da partida. O jogo, da 5ª Rodada do Campeonato Paranaense, foi suspenso quando os torcedores já estavam no estádio. Por lei, torcedores são equiparados a consumidores, daí a obrigação de atuação do MP.

Os clubes e a Federação Paranaense de Futebol deverão prestar contas, detalhadamente, do que ocorreu e se responsabilizar pelos danos causados aos torcedores que compareceram ao Estádio. O Procon do Paraná também notificou as as entidades para que garantam o cumprimento da lei que protege os consumidores.

Com CBN Curitiba