Retrospectiva: Coritiba tem ano com queda, retorno à Série A e luto por presidente

O Coritiba atingiu o grande objetivo da temporada de 2021: o retorno para a Série A do Campeonato Brasileiro. Mas o ano ..

Pedro Melo - 28 de dezembro de 2021, 18:22

(Geraldo Bubniak/AGB)
(Geraldo Bubniak/AGB)

O Coritiba atingiu o grande objetivo da temporada de 2021: o retorno para a Série A do Campeonato Brasileiro. Mas o ano coxa-branca não teve só grandes notícias e também ficou marcado por resultados ruins dentro de campo e a perda do presidente Renato Follador por Covid-19.

O ano de 2021 do Coritiba começou ainda na Série A, mas com a entrada da nova diretoria, liderada pelo ex-jogador Renato Follador, eleita em dezembro de 2020. O primeiro passo, ainda em janeiro, foi a contratação do técnico paraguaio Gustavo Morínigo. Com a situação praticamente irreversível na primeira divisão, o objetivo da diretoria era planejar a temporada seguinte.

A queda para a Série B foi culminada em 13 de fevereiro, na derrota para o Santos por 2 a 0. E a temporada seguinte, que era para começar três dias após o término do Brasileirão, iniciou apenas em 18 de março, com a primeira fase da Copa do Brasil. Os primeiros jogos do estadual foram adiados por conta da Covid-19.

Com bola rolando, o início de temporada do Coxa teve bons resultados, mas os tropeços apareceram na reta final da fase de classificação do Campeonato Paranaense. Resultado: 9º lugar no estadual e eliminação antes mesmo da disputa do mata-mata.

Não bastasse o momento ruim com a queda precoce no estadual, o Coritiba viveu um momento muito complicado fora das quatro linhas. Em junho, o presidente Renato Follador foi internado com Covid-19 e faleceu um mês depois. O substituto foi o então vice Juarez Moraes e Silva.

CORITIBA SE RECUPERA EM CAMPO E CONSEGUE O ACESSO PARA A SÉRIE A

Desde o início da Série B, o Coritiba figurou entre os dez primeiros colocados, mas foi a partir da 6ª rodada que entrou no G4 para não sair mais. O Coxa chegou à liderança na 17ª rodada, após a vitória sobre o Brasil de Pelotas, porém, terminou a competição em terceiro, com 64 pontos, atrás do campeão Botafogo e do vice Goiás.

Ainda durante a campanha do acesso, o Alviverde teve o retorno da torcida para o Couto Pereira na vitória sobre o Guarani, em 25 de setembro. A torcida foi peça fundamental e ajudou em partidas importantes, como o triunfo sofrido sobre o Brasil de Pelotas.

Para 2022, os principais destaques da temporada permanecem. A esperança mais uma vez é na artilharia de Léo Gamalho. O experiente centroavante marcou 23 gols na última temporada e foi um dos maiores goleadas do futebol brasileiro.