Reunião da PM com torcidas organizadas define segurança no Atletiba

Redação


Da Redação com Assessoria 

A Polícia Militar reuniu-se com a Guarda Municipal, o Ministério Público, integrantes dos clubes e das torcidas organizadas para definir o esquema de segurança para o clássico entre Atlético e Coritiba, pelo primeiro jogo da final do Campeonato Paranaense, no próximo domingo (30) na Arena da Baixada, em Curitiba (PR). A reunião definiu o horário de escolta da torcida e das delegações, além de outros pontos ligados à segurança.

Segundo o major Arildo Medeiros Dias, comandante do 13º Batalhão de Polícia Militar (13º BPM), pertencente ao 1º Comando Regional da PM (1º CRPM), unidade responsável pela coordenação do policiamento do jogo, várias equipes do batalhão farão bloqueios a pé em pontos estratégicos nas proximidades do estádio e no seu interior, além disso haverá policiais militares atuando na Capital do estado. “O policiamento estará presente a partir das primeiras horas da manhã em toda a cidade, incluindo terminais, linhas de ônibus e estações tubo para evitar tumultos e encontro de torcidas rivais”, comentou.

O Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) fará nove pontos de bloqueio no entorno do estádio para orientar o trânsito e limitar o acesso de veículos nas ruas pelas quais passarão as delegações e torcidas, liberando o acesso aos moradores locais e pessoas com ingresso, sendo que a Rua Brasílio Itiberê permanecerá totalmente fechada durante o jogo.
O BPMOA utilizará uma de suas aeronaves para acompanhar a escolta da torcida na ida e na volta, bem como fará o sobrevoo aéreo durante, e ao final do jogo dando apoio às equipes em terra. O BOPE fará patrulhamento nas proximidades do estádio e ajudará na chegada e saída das torcidas no local, além de suas equipes que estarão de prontidão dentro da Arena da Baixada.
Por parte da Setran, haverá reforço na fiscalização de estacionamentos irregulares. Os fiscais da Secretaria de Urbanismo também estarão atuando nas imediações da Arena para inibir o comércio ambulante de produtos. Vale ressaltar que se alguém for flagrado comercializando de maneira irregular, o produto é apreendido e um auto de infração é emitido. A Guarda Municipal atuará com equipes nos locais de maior aglomeração de pessoas, nos eixos de transporte e estações tubo, com apoio da PM.

“A escolta da torcida organizada do Coxa sairá da sede da Império às 14 horas, sendo escoltada pelas equipes da Rondas Ostensivas Tático Móvel (ROTAM) e Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (ROCAM) do 20º BPM, bem como pelo RPMon. As delegações dos dois times também serão escoltadas, do Coritiba pela ROTAM do 12º BPM e a do Atlético pela ROTAM do 13º BPM”, conta o major Medeiros.
Durante a reunião ficou definido ainda que a torcida do Coritiba circulará pelos terminais de ônibus e estações tubo até às 13 horas e a partir das 13h30 será a vez dos atleticanos. “A diferença de 30 minutos para os deslocamentos das torcidas é para evitar encontros de torcedores adversários e possíveis situações de tumulto e rixa”, esclarece o major Medeiros.

Também ficou acordado que será definido somente durante o jogo qual torcida deixará o estádio primeiro, dependendo do resultado da partida. Sobre os materiais a serem usados pelas torcidas organizadas ficará a cargo dos times entrarem em um consenso e comunicarem a Polícia Militar o mais breve possível.
“Estas reuniões são muitos importantes porque definem quais as ações que as torcidas devem tomar e ficamos sabendo como será o policiamento. Se cada um fizer sua parte dá certo. A liderança da torcida tem um papel primordial de repassar estas informações aos demais torcedores. Procuramos cobrar o pessoal para que colaborem com o trabalho da PM e pedimos para que ajam em paz”, afirma Juliano Rodrigues, presidente da torcida Império Alviverde.
O Diretor-Geral da torcida Fanáticos, Gilmar Alves, reforçou a necessidade de reuniões com a participação de todos os órgãos. “Esperamos que todos cumpram o que foi definido, principalmente na questão dos horários. Estes encontros são válidos porque não há falta de informação e o que for decidido deve ser cumprido. Após sair daqui passamos as definições e pedimos a colaboração de todos para que possam ir ao estádio e se divertir sem brigas”, disse.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="427586" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]