Athletico encara River Plate pelo título da Recopa Sul-Americana

Vinicius Cordeiro

Athletico

O Athletico enfrenta o River Plate pelo título da Recopa Sul-Americana 2019. O duelo acontece nesta quinta-feira (30), às 21h30 (horário de Brasília), no estádio Monumental de Núñez, em Buenos Aires.

Na Arena da Baixada, o Furacão venceu os argentinos por 1 a 0. Agora, o time comandado por Tiago Nunes precisa de um simples empate para conquistar o segundo título continental do clube neste século.

Não há o critério de gol fora de casa nessa decisão. Portanto, o River precisa triunfar por dois gols de diferença para levantar seu terceiro troféu do torneio – a equipe foi campeã em 2015 e 2016.

Em caso de vitória argentina por um gol de diferença, a decisão vai para a prorrogação e, consequentemente, para os pênaltis.

ONDE ASSISTIR

Os direitos de transmissão são exclusivos da DAZN. Ou seja, a final não será exibida em nenhum canal de televisão.

O serviço de streaming terá exclusividade para exibir a competição até 2022. A plataforma tem uma mensalidade de R$37.90, mas disponibiliza o primeiro mês de graça.

PREMIAÇÃO

O campeão embolsará US$ 1,25 milhão e o vice US$ 750 mil. Ou seja, o Athletico pode receber R$ 5,1 milhões ou R$ 3 milhões.

CAMPEÕES

O Athletico pode ser o oitavo clube brasileiro a conquistar a Recopa Sul-Americana. Atlético Mineiro (2014), Corinthians (2013), Cruzeiro (1998), Grêmio (1996 e 2018), Internacional (2007 e 2011) e São Paulo (1993 e 1994) já colecionam o troféu.

PROVÁVEIS ESCALAÇÕES

O Athletico segue sem contar com o zagueiro Thiago Heleno e o volante Camacho por terem sido pegos no exame antidoping da Conmebol.

Em contrapartida, o artilheiro Marco Ruben está confirmado e segue sendo a principal arma do Furacão – são 8 gols em 11 partidas com a camisa rubro-negra. Detalhe: o argentino marcou quatro gols contra o Boca Juniors e o gol do triunfo diante o River na semana passada.

River Plate: Armani; Montiel, Martínez Quarta, Pinola e Angileri; Ponzio, Nacho Fernández, Pérez e Palacios; Borré e Lucas Pratto. Técnico: Marcelo Gallardo.

Athletico: Santos; Jonathan, Paulo André, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington, Bruno Guimarães e Lucho González; Nikão, Rony e Marco Ruben. Técnico: Tiago Nunes.

Arbitragem: Wilmar Roldán apita o jogo e será auxiliado por Alexander Guzmán e John Alexander León (todos da Colômbia). O responsável pelo árbitro de vídeo (VAR) será Daniel Fedorczuk, do Uruguai.

Previous ArticleNext Article