River Plate segura Boca Juniors e está na final da Copa Libertadores

Jorge de Sousa



Em um superclássico dominado pelo Boca Juniors, o River Plate foi derrotado pelo rival por 1 a 0, na noite desta terça-feira (22), mas conseguiu segurar o resultado que bastava para se classificar pelo segundo ano seguido à final da Copa Libertadores da América.

O gol da vitória do Boca Juniors foi marcado por Hurtado.

O duelo foi realizado em La Bombonera, em Buenos Aires, na Argentina, e teve atraso de 15 minutos em seu início devido aos papeis picados jogados pela torcida do Boca Juniors no campo.

O River Plate aguarda agora o vencedor do confronto entre Flamengo e Grêmio (jogo de ida foi 1 a 1), para conhecer seu rival na final, que está marcada para o dia 23 de novembro, na cidade de Santiago, no Chile.

PRÓXIMOS JOGOS

Bola bate no braço de Más e anulou gol de Salvio na primeira etapa. Reprodução/Twitter Conmebol Libertadores

Com as eleições presidenciais na Argentina marcadas para este final de semana, as duas equipes só voltam a campo na próxima semana pelo Campeonato Argentino.

O River Plate viaja para enfrentar o Colón, na próxima terça-feira (29) às 21h20.

Já o Boca Juniors recebe o Lanús, na próxima quinta-feira (31), às 21h20.

O JOGO

Boca Juniors - River Plate - Copa Libertadores da América
Ábila teve duas boas chances para marcar o gol, mas perdeu ambas. Reprodução/Twitter Conmebol Libertadores

A primeira chance de gol do jogo saiu dos pés de Ábila. Buffarini bateu falta da direita, Almendra resvalou de cabeça e a bola sobrou para o centroavante no segundo poste, que finalizou firme, mas a bola foi na rede pelo lado de fora.

Aos 21 minutos, o Boca Juniors teve um gol anulado. Mac Allister bateu falta da direita e Más desviou com a mão na bola, antes de Salvio pegar o rebote e mandar para o fundo das redes. Wilton Pereira Sampaio assinalou a irregularidade e invalidou a jogada.

O River Plate respondeu aos 23 minutos. Borré avançou pela esquerda e cruzou para o meio da área. Andrada saiu mal do gol e não conseguiu afastar a bola, que subiu e o goleiro novamente errou o soco. Mas a zaga do Boca Juniors salvou o arqueiro e travou o remate para afastar o perigo.

O Boca Juniors retomou a pressão aos 43 minutos. Mac Allister avançou pelo centro e sem contestação, bateu firme para boa defesa de Armani no canto esquerdo.

No escanteio, Mac Allister mandou no primeiro poste e Almendra resvalou de cabeça para trás. Na tentativa de corte, Enzo Pérez tocou a bola para frente e Armani teve que se esticar para salvar o River Plate.

O Boca Juniors ainda teve uma última chance os acréscimos. Tévez lançou Buffarini de primeira e o lateral cruzou na marca do pênalti. Salvio ganhou da zaga e cabeceou por cima do gol.

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, o Boca Juniors quase abriu o placar. Buffarini cruzou e Ábila saiu na frente de Armani. Mas o atacante se atrapalhou com a bola e acabou finalizando em cima da marcação.

Nova chance para o Boca Juniors aos 16 minutos. Salvio achou Zárate e o atacante girou sobre a marcação para bater rasteiro no canto direito. Armani estava bem colocado e fez a defesa.

O River Plate respondeu aos 25 minutos. Lucas Pratto foi lançado na direita e avançou sozinho para a área. Tendo a opção de finalizar ou cruzar para Suárez, o atacante bateu muito forte e a bola foi para a linha de fundo longe do gol.

Aos 27 minutos, nova chance para o River Plate. Palacios recebeu na entrada da área e tentou a finalização por cobertura. Só que Andrada conseguiu rapidamente se recolocar abaixo da meta e fez fácil defesa.

A resposta do Boca Juniors foi aos 31 minutos. Zárate cobrou falta com efeito da intermediária, mas Armani conseguiu abafar a bola e fez boa defesa.

O gol do Boca Juniors saiu aos 34 minutos. Mac Allister bateu falta no segundo poste e Lisandro López escorou para a primeira trave. Zárate tenta a finalização, mas é Hurtado quem chega em cima da linha para empurrar para o fundo das redes.

O Boca Juniors teve nova chance aos 38 minutos. Villa foi lançado, invadiu a área, mas finalizou fraco para fácil defesa de Armani.

Aos 42 minutos, nova chance do Boca Juniors. Zárate bateu falta na área e Más cabeceou para boa defesa de Armani no centro do gol.

A última chance do Boca Juniors foi aos 48 minutos. Zárate bateu falta no segundo poste e Lísandro López ganhou da marcação, mas cabeceou no meio do gol e Armani garantiu a classificação do River Plate.

Previous ArticleNext Article