Robben dispara: “Ir para a China é assumir o fim da carreira”

Redação


O craque holandês Robben estendeu seu contrato com o Bayern de Munique até junho de 2018 e logo em seguida foi entrevistado pela “Radio 538” e foi direto quando o questionaram sobre o avanço do futebol chinês sobre os atletas europeus e americanos.  Robben definiu a escolha pela China como “fim de carreira” e aproveitou para alfinetar alguns craques europeus que se aventuraram no Oriente como Oscar (Shanghai SIPG) e Tevez (Shanghai Shenhua).

“São valores astronômicos, então eles forçam que você pense um pouco sobre isso. Mas no momento que você vai para a China, você sabe que sua carreira acabou” – afirmou.

“Estou tendo um grande momento aqui no Bayern e estou jogando num dos melhores clubes do mundo. Eu não saberia para onde ir na minha idade. Uma transferência para a China seria algo completamente diferente. É basicamente assumir que a sua carreira acabou. Eu quero continuar jogando no nível mais alto o maior tempo possível”, disse.

Para ele, a questão financeira mexe com a cabeça dos atletas. “É tudo sobre uma certa loucura que está acontecendo na China agora. Eles estão oferecendo um dinheiro de outro mundo. Eu também recebi algumas ofertas. O dinheiro é tão louco que você pelo menos precisa considerar. Eles estão oferecendo talvez quatro, cinco ou seis vezes mais o que você ganha num clube grande. Mas o dinheiro nunca me guiou. É por isso que eu tive uma grande carreira. Tudo é futebol para mim”, concluiu.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="409278" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]