Romário quer relatório alternativo para denunciar CBF à Fifa

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Futebol retoma suas atividades nesta quarta-feira (23), com a apresentação ..

Redação - 23 de novembro de 2016, 00:37

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Futebol retoma suas atividades nesta quarta-feira (23), com a apresentação do relatório do senado Romero Jucá (PMDB-RR). Com 380 páginas, o documento sugere mudanças na estrutura do futebol brasileiro, que adiante podem ser convertidas em projetos de lei, mas não faz denúncia alguma sobre desvios ou fraudes por partes dos dirigentes.

Segundo informações da Agência Senado, no relatório existem recomendações à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e ao Ministério do Esporte, que deverão receber cópia do relatório caso o documento seja aprovado.  Quanto aos documentos sigilosos coletados, o relator sugere que sejam enviados a órgãos como o Ministério Público Federal e a Secretaria da Receita Federal, para que as investigações sejam aprofundadas.

A última reunião foi em 16 de abril, quando houve muita polêmica em torno da aprovação de requerimentos de convocação do atual presidente da CBF, Marco Polo del Nero, e do ex, Ricardo Teixeira, mas nenhum dos dois chegou a ser convocado.