Ronaldo dispensa Mattos, e Luxemburgo também não deve ficar no Cruzeiro

Alexandre Mattos, contratado no fim de novembro para ocupar o cargo de diretor de futebol do Cruzeiro, foi dispensado pe..

Folhapress - 21 de dezembro de 2021, 22:06

Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Alexandre Mattos, contratado no fim de novembro para ocupar o cargo de diretor de futebol do Cruzeiro, foi dispensado pelo clube celeste, agora uma SAF com 90% de suas ações sob controle do ex-atacante Ronaldo.

O Cruzeiro chegou a renovar o contrato de Vanderlei Luxemburgo para a temporada de 2022, mas o treinador também não deve trabalhar na equipe celeste na próxima temporada. O dirigente já foi comunicado de que não assumirá o cargo em janeiro, como estava previsto. A situação de Luxa segue indefinida, mas caminha para que o técnico não permanece na Toca da Raposa.

Até o momento o Cruzeiro seguiu o planejamento elaborado por Luxa e Mattos, inclusive com as contratações de nove jogadores. Porém, desde o anúncio da venda do clube a Ronaldo, as demais negociações pararam. Inicialmente não haveria uma mudança radical no futebol cruzeirense, porém a situação mudou.

A informação de que Mattos não será efetivado como diretor de futebol do Cruzeiro foi divulgada pela Rádio Itatiaia e confirmada pela reportagem.

O dirigente está nos Estados Unidos e de lá participou de todas as negociações feitas pelo clube visando a próxima temporada, apesar de não ter sido anunciado oficialmente como diretor de futebol do Cruzeiro. Mattos tinha chegada prevista em Belo Horizonte para janeiro, tanto que ele chegou a mandar um recado aos cruzeirenses via imprensa.

Com Mattos fora, Paulo André é quem vai assumir o futebol do Cruzeiro. O ex-zagueiro defendeu o clube em 2015, mas não deixou boas lembranças dentro de campo.

A mudança no comando do futebol deve impactar também na escolha do técnico para a próxima temporada. Luxemburgo renovou o contrato, mas com a antiga gestão. Com a chegada de Ronaldo ao Cruzeiro, o futuro do treinador também será discutido, e, no momento, a tendência é pela escolha de um novo nome.