Rússia considera deixar a Uefa e ingressar na Confederação Asiática

A Federação Russa de Futebol considerar deixar a UEFA após as punições sofridas e ingressar a Confederação Asiática.

UOL/Folhapress - 04 de maio de 2022, 18:59

Marcelo Machado de Melo/Fotoarena/Folhapress
Marcelo Machado de Melo/Fotoarena/Folhapress

Em resposta às sanções que a Uefa está impondo à Rússia como consequência à Guerra na Ucrânia, a Federação Russa de Futebol considera trocar a confederação europeia pela asiática.

"Acho que chegou a hora de pensar seriamente em uma possível mudança para a confederação asiática de futebol", disse Dmitri Pirog, vice-presidente do Comité de Desportos da Federação à televisão estatal russa Match TV.

Pirog, um ex-pugilista profissional, disse isso porque não está claro quanto tempo durarão as sanções impostas pela Uefa às equipes russas e à seleção nacional.

Como parte das sanções impostas pela Uefa, os clubes russos não podem participar das edições da Liga dos Campões, Liga Europa e Liga Conferência. Além disso, o país não pode sediar competições organizadas pela confederação e a seleção nacional foi banida das eliminatórias da Copa do Mundo. A equipe feminina também fica fora da fase final da Euro 2022, sendo substituída por Portugal, e não jogará a etapa de qualificação europeia para a Copa do Mundo Feminina de 2023.

No entanto, a ideia de mudar de confederação já encontra resistência no país. Viatscheslav Koloskov, ex-presidente da Federação Russa, rechaçou a mudança. "

Se formos à Ásia, nunca mais voltaríamos à Europa e seria a morte do futebol russo", disse.

LEIA MAIS: Real Madrid x Manchester City tem maior audiência da TV fechada em 2022