Coritiba marca gol contra e perde para o Santos no Brasileirão

O Coritiba perdeu para o Santos por 2 a 1, na manhã deste domingo (17), e conheceu a primeira derrota no Brasileirão

Pedro Melo - 17 de abril de 2022, 12:56

(Guilherme Griebeler/Coritiba)
(Guilherme Griebeler/Coritiba)

O Coritiba perdeu para o Santos por 2 a 1, na manhã deste domingo (17), e conheceu a primeira derrota no Brasileirão. Os três gols da partida saíram no primeiro tempo: Léo Baptistão e Henrique, contra, fizeram para a equipe santista e Léo Gamalho, de pênalti, descontou.

A derrota mantém o Coxa com três pontos, provisoriamente na quinta colocação. América-MG, Cuiabá e Avaí são os outros times com uma vitória e uma derrota, mas o Alviverde leva vantagem no saldo de gols.

Na próxima rodada, o Coritiba enfrenta o Atlético-MG, no sábado (23), às 21h, no Mineirão. Antes, o Verdão volta as atenções para a terceira fase da Copa do Brasil e enfrenta novamente o Santos. O jogo de ida acontece na quarta-feira (20), às 19h30, no Couto Pereira.

CORITIBA LEVA DOIS GOLS EM ERROS DEFENSIVOS EM DERROTA PARA O SANTOS

Mesmo jogando fora de casa, o Coxa começou a partida no ataque e quase abriu o placar no primeiro minuto. Após levantamento na área, Guillermo de los Santos apareceu entre os zagueiros e cabeceou para o chão. A bola quicou e o goleiro João Paulo fez bela defesa.

O Santos equilibrou o jogo e levou perigo pela primeira vez aos quatro. Marcos Leonardo tocou para Léo Baptistão, que chutou muito perto da trave. Porém, aos 12, o atacante santista furou a defesa coxa-branca e acertou o alvo. Após chute bloqueado de Marcos Leonardo, a bola sobrou livre para Léo Baptistão, que apenas mandou para a rede.

A partida continuou intensa e com chances para os dois lados. O Coxa quase empatou em cobrança de escanteio, mas João Paulo chegou antes de Luciano Castán. Do outro lado, o Alvinegro parou em Alex Muralha no chute de Ângelo, e a cobrança de falta de Maicon foi na rede pelo lado de fora.

E de tanto chegar próximo da área, o Coritiba chegou ao empate. Aos 26 minutos, Andrey foi derrubado por Vinicius Zanocelo e o árbitro, próximo do lance, marcou a penalidade máxima. Na cobrança, Léo Gamalho chutou rasteiro no canto direito e deixou tudo igual.

A festa da torcida coxa-branca durou pouco tempo e o Santos voltou a frente em um lance de infelicidade de Henrique. Depois do cruzamento rasteiro de Lucas Pires, o zagueiro deu um carrinho para mandar para escanteio, mas mandou contra a própria meta.

Depois de um primeiro tempo agitado, a etapa final começou em um ritmo menos intenso. O Coxa só conseguiu levar perigo aos 14 minutos. Egídio cruzou a bola na área, Léo Gamalho cabeceou e mandou por cima do gol. Já a resposta do Santos aconteceu aos 22, em chute de Angulo, que aproveitou falha de Val e parou em grande defesa de Alex Muralha.

E o Coxa só seguiu com esperança do empate até o final por conta de seu goleiro. Aos 33, Alex Muralha salvou mais uma vez com uma defesa no reflexo após a cabeçada de Lucas Braga. Do outro lado do campo, o Alviverde encontrou dificuldades para furar a defesa santista e não conseguiu o segundo gol.

FICHA TÉCNICA - SANTOS 2X1 CORITIBA

Data, horário e local: domingo (17), às 11h, na Vila Belmiro, em Santos (SP).

Santos: João Paulo; Madson (Lucas Barbosa), Maicon, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Rodrigo Fernández, Vinícius Zanocelo (Willian Maranhão) e Léo Baptistão (Velázquez); Ângelo (Bryan Angulo), Marcos Leonardo (Lucas Braga) e Jhojan Julio. Técnico: Fabián Bustos.

Coritiba: Alex Muralha; Guillermo de los Santos (Matheus Alexandre), Henrique, Luciano Castán e Egídio; Willian Farias, Andrey (Val) e Thonny Anderson (Robinho); Alef Manga (Ádrian Martínez), Léo Gamalho e Igor Paixão. Técnico: Gustavo Morínigo.

Gols: Léo Baptistão (SAN), aos 12' do primeiro tempo, Léo Gamalho (CFC), aos 27' do primeiro tempo, e Henrique (SAN), contra, aos 31' do primeiro tempo.

Público e renda: 13.052 pessoas / R$ 433.040,00.

Cartões amarelos: Alef Manga, Guillermo de los Santos, Andrey e Igor Paixão (CFC); Eduardo Bauermann e Madson (SAN).

Arbitragem: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ), auxiliado por Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ) e Thiago Rosa de Oliveira (RJ). O árbitro de vídeo é Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ), com assistência de Diogo Carvalho Silva (RJ).