Santos vence Boca Juniors e encara Palmeiras na final da Libertadores

Jorge de Sousa

Santos vence Boca Juniors e encara Palmeiras na final da Libertadores

O Santos venceu o Boca Juniors por 3 a 0 na noite desta quarta-feira (13) e garantiu vaga na final da Copa Libertadores contra o Palmeiras.

Diego Pituca, Soteldo e Lucas Braga marcaram os gols da vitória do Santos.

O duelo foi realizado na Vila Belmiro, em Santos, sem a presença de público devido a pandemia da Covid-19.

A final da Copa Libertadores será disputada no dia 30 de janeiro (sábado), às 17h, no Maracanã, no Rio de Janeiro. Santos e Palmeiras vão disputar a quinta final na história dos clubes, com o alvinegro tendo conquistado três títulos e o alviverde uma taça.

O Santos volta a campo neste domingo (17), quando recebe o Botafogo na Vila Belmiro, às 16h, em jogo válido pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.

SANTOS DOMINA BOCA JUNIORS PARA CHEGAR NA FINAL

O Santos ficou perto de abrir o placar logo no primeiro minuto. Marinho avançou pela direita, cortou para o meio e bateu firme no poste esquerdo de Andrada.

Nova chance do Santos aos 11 minutos. Soteldo cruzou da esquerda, Kaio Jorge resvalou com o calcanhar e ninguém apareceu para fechar no segundo poste.

A pressão do Santos continuou aos 12 minutos. Diego Pituca arriscou da entrada da área e a bola passou rente ao travessão.

O volume resultou em gol para o Santos aos 15 minutos. Diego Pituca ajeitou para Soteldo, que finalizou e a bola explodiu em López. Enquanto houve dúvida sobre toque da bola no braço do zagueiro, Pituca pegou o rebote e bateu cruzado para abrir o placar.

A primeira finalização de perigo do Boca Juniors saiu aos 31 minutos. Tevez avançou pelo centro e caiu após dividida na entrada da área, mas a bola sobrou com Villa que bateu perto do poste direito.

A resposta do Santos veio aos 43 minutos. Marinho arriscou da intermediária e Andrada quase se complicou para espalmar, mas mandou a bola para o lado.

No minuto seguinte, foi a vez de Kaio Jorge quase ampliar o placar. O atacante avançou pela esquerda, puxou para o meio e bateu cruzado, rente ao poste direito.

O Santos conseguiu ampliar o marcador logo aos três minutos do segundo tempo. Soteldo recebeu na área, fintou para o meio e bateu firme no ângulo esquerdo.

O placar ainda foi mais alargado aos cinco minutos. Marinho fez bela jogada individual, invadiu a área e rolou para Lucas Braga apenas rolar para as redes.

O Boca Juniors tentou responder aos oito minutos. Tevez recebeu na entrada da área e tentou o chute cruzado, que passou rente ao poste direito.

Mas a situação do Boca Juniors complicou de vez aos dez minutos. Fabra derrubou Marinho e ainda pisou no atacante do Santos, recebendo cartão vermelho direto de Wilmar Roldán.

A defesa do Santos fez milagre para evitar o gol do Boca Juniors aos 13 minutos. Ábila aproveitou erro de Pará e invadiu a área, rolando para Campuzano ajeitar para Salvio bater e João Paulo fazer grande defesa. A bola ainda sobrou para Ábila e Tevez, que carimbaram a marcação na pequena área.

João Paulo fez nova defesa aos 26 minutos. Villa bateu falta lateral fechada, a bola passou por todo mundo e o goleiro espalmou para escanteio.

Andrada ainda evitou uma goleada do Santos aos 42 minutos. Sandry lançou Madson na área e o lateral tentou a batida cruzada, mas o goleiro fechou o ângulo e defendeu.

O goleiro fez outra grande defesa aos 47 minutos. Kaio Jorge foi lançado na área e finalizou firme, com a bola explodindo no rosto de Andrada.

LEIA MAIS: Neymar marca, e PSG vence Olympique para se sagrar campeão da Supercopa da França

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="739022" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]