Santos vence Atlético Mineiro com mais um show de Marinho

Jorge de Sousa

Santos vence Atlético Mineiro com mais um gol de Marinho

O Santos venceu o Atlético Mineiro por 3 a 1 na noite desta quarta-feira (9) e conseguiu voltar ao G-6 do Campeonato Brasileiro.

Arthur Gomes e Marinho (duas vezes) marcaram os gols da vitória do Santos, enquanto Alan Franco balançou as redes pelo Atlético.

O duelo foi realizado na Vila Belmiro, em Santos, sem a presença de público devido a pandemia da Covid-19.

A vitória deixou o Santos com 14 pontos ganhos e na sexta colocação, enquanto o Atlético fica estacionado com 15 pontos na quarta colocação da competição.

As duas equipes entram em campo neste fim de semana pela décima rodada do Campeonato Brasileiro.

O Santos tem clássico contra o São Paulo, neste sábado (12), às 19h, enquanto o Atlético Mineiro recebe o RB Bragantino, neste domingo (13), às 18h.

MARINHO DECISIVO (MAIS UMA VEZ) NA VITÓRIA DO SANTOS

O Atlético Mineiro começou melhor a partida e fez uma ‘blitz’ no Santos nos primeiros minutos. Aos dois, Savarino fez boa jogada pela direita e cruzou para Guilherme Arana no segundo poste. O lateral chegou batendo de primeira, mas foi travado.

No minuto seguinte, Eduardo Sasha foi lançado e finalizou cruzado para bela defesa de João Paulo. O rebote ficou com Savarino, que bateu rasteiro, mas Felipe Jonatan cortou de carrinho e salvou o Santos.

Já aos cinco minutos foi Marrony quem teve as chances. O atacante recebeu cruzamento da direita, mas foi travado duas vezes pela zaga na pequena área.

A primeira chance do Santos foi criada apenas aos sete minutos. Soteldo lançou Marinho na área e o atacante bateu por cima de Rafael, mas a bola passou à esquerda da meta.

João Paulo salvou novamente o Santos aos 12 minutos. Em cobrança de escanteio da esquerda, Savarino ganhou pelo alto e escorou para o goleiro espalmar. A bola ficou quase na risca do gol e Sasha finalizou, mas o arqueiro travou o chute para evitar o gol.

O Atlético reclamou de pênalti não marcado aos 13 minutos. Guilherme Arana foi lançado pela esquerda e após dividida com Lucas Braga caiu na área. O árbitro e o VAR mandaram o jogo seguir.

Mas o Atlético ficou com dez jogadores em campo aos 15 minutos. Mariano erra tentativa de recuou, Marinho recupera a bola e parte em direção ao gol e foi derrubado por Rafael. O goleiro foi expulso de forma direta.

O Santos abriu o placar aos 21 minutos. Após lançamento do campo de defesa, Arthur Gomes invadiu a área e finalizou quase sem ângulo, mas Victor aceitou a finalização por baixo das pernas.

Aos 25 minutos, foi a vez de Jobson salvar o Santos. Eduardo Sasha foi lançado novamente por entre os zagueiros e tocou por cima de João Paulo, mas o volante improvisado na zaga fez o corte em cima da linha.

Só que aos 34 minutos o Atlético finalmente conseguiu balançar as redes. Jobson saiu jogando errado e Eduardo Sasha lançou Alan Franco na área. O venezuelano bateu firme e João Paulo tocou na bola, mas não evitou o gol.

Mas a estrela de Marinho apareceu aos 38 minutos. Carlos Sánchez lançou Madson na direita e o lateral cruzou rasteiro para o atacante fechar no segundo poste.

A última chance da primeira etapa foi criada pelo Atlético. Eduardo Sasha apareceu na entrada da área e tentou a finalização colocada, mas a bola passou por cima da meta.

Carlos Sánchez perdeu duas chances seguidas no início da segunda etapa. Aos nove minutos, o meia recebeu na entrada da área e finalizou acima do travessão.

No minuto seguinte, Marinho rolou para Madson que cruzou rasteiro e Jair errou o corte. A bola sobrou limpa para Sánchez, mas o uruguaio furou a finalização.

Aos 33 minutos, confusão na área técnica das duas equipes. O auxiliar técnico do Atlético Pablo Fernández e o preparador de goleiros do Santos, Arzul, discutiram e Cuca chegou a puxar Fernández para evitar uma briga física entre os dois.

A última chance do Atlético saiu aos 42 minutos. Hyoran bateu falta da esquerda direto no poste esquerdo e João Paulo conseguiu recolher a bola.

Ainda deu tempo de Marinho marcar mais um gol. Aos 49 minutos, Junior Alonso calçou o atacante na área o com o auxílio do VAR foi assinalada a penalidade.

Marinho chamou a responsabilidade e bateu firme no canto esquerdo para encerrar o placar.

LEIA MAIS: Neymar constrói boate subterrânea em sua mansão em Mangaratiba para curtir com ‘parças’

Previous ArticleNext Article