Palmeiras e Santos empatam em jogo movimentado na Vila Belmiro

Jorge de Sousa

Palmeiras e Santos empatam em jogo movimentado na Vila Belmiro pelo Campeonato Brasileiro

Palmeiras e Santos ficaram no empate em 2 a 2 na tarde deste sábado (5) e perderam a chance de se aproximar na luta pelo título do Campeonato Brasileiro.

Diego Pituca e Marinho marcaram os gols do Santos e Raphael Veiga (em cobrança de pênalti) e Willian balançaram as redes pelo Palmeiras.

O duelo foi realizado na Vila Belmiro, em Santos, sem a presença de público devido a pandemia da Covid-19.

O empate manteve as duas equipes juntas na tabela, com 38 pontos. Mas o Palmeiras leva vantagem e ocupa a quarta colocação por ter melhor saldo de gols (10 a 7).

As duas equipes voltam a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo fim de semana. O Palmeiras recebe o Bahia no Allianz Parque, no sábado (12), às 19h, enquanto o Santos viaja para duelar com o Flamengo no Maracanã, no domingo (13), às 16h.

JOGO MOVIMENTADO, GOLS E EMPATE ENTRE SANTOS E PALMEIRAS

A primeira finalização da partida foi dada pelo Palmeiras aos 11 minutos. Émerson Santos arriscou da intermediária, a bola quicou no gramado e John espalmou para a linha de fundo.

O Santos respondeu aos 23 minutos. Marinho foi lançado no contra-ataque, cortou Vina, mas na hora de finalizar foi travado por Zé Rafael.

Marinho cobrou o escanteio no lance seguinte, batendo fechado e Weverton afastou de soco a bola já encima da linha.

Nova chance do Santos aos 29 minutos. Soteldo recebeu na esquerda, puxou para o meio e bateu com perigo acima do travessão de Weverton.

Weverton fez nova intervenção aos 30 minutos. Marinho arriscou da entrada da área e o goleiro espalmou para o lado, cortando da carrinho antes do rebote com Kaio Jorge.

Willian perdeu grande chance para abrir o placar aos 31 minutos. O atacante ganhou pelo alto e recebeu bom passe de Gabriel Veron para sair cara a cara com John, mas a tentativa de cavadinha saiu por cima da meta.

Mas quem abriu o placar foi o Santos aos 37 minutos. Viña errou o corte pelo alto, Marinho rolou para Kaio Jorge na área e o centroavante serviu para Diego Pituca bater na saída de Weverton.

O Santos conseguiu criar duas boas chances logo no início do segundo tempo. Logo no primeiro minuto, Marinho puxou contra-ataque e da entrada da área bateu firme, mas no meio do gol para defesa de Weverton.

Já aos três minutos, Soteldo cruzou da esquerda na marca do pênalti para Lucas Veríssimo, que cabeceou firme, mas também no meio da meta e o goleiro do Palmeiras fez tranquila defesa.

Aos seis minutos, Lucas Lima bateu escanteio da esquerda, Lucas Veríssimo subiu com o braço alto e tocou com a mão na bola. Após revisão no monitor do VAR, Flávio Rodrigues assinalou na penalidade para o Palmeiras.

Raphael Veiga pegou a bola, bateu firme no canto direito, John chegou a tocar na bola, mas a redonda entrou no canto direito.

Lucas Veríssimo teve a chance de recolocar o Santos na liderança do placar. Aos 13 minutos, Soteldo bateu falta lateral na pequena área, Luan errou o corte e o zagueiro bateu por cima da meta.

Só que quem marcou foi o Palmeiras. Aos 23 minutos, Lucas Lima bateu escanteio da esquerda, Zé Rafael desviou na primeira trave e William completou na segunda trave para balançar as redes.

Marinho voltou a aparecer aos 20 minutos. O atacante recebeu na direita, trouxe para o meio e bateu firme na rede pelo lado de fora.

Justamente Marinho conseguiu empatar para o Santos aos 25 minutos. Balieiro passou por elevação, Marinho deu chapéu e bateu cruzado para vencer Weverton.

O Palmeiras voltou a criar uma boa oportunidade aos 38 minutos. Raphael Veiga fez boa jogada pelo centro e bateu firme, mas John bem colocado fez a defesa.

Os minutos finais ganharam em emoção aos 48 minutos. Zé Rafael deixou a sola da chuteira na canela de Diego Pituca e após revisão no monitor do VAR, o volante do Palmeiras foi expulso de forma direita.

Mas mesmo com um a mais, a melhor chance nos acréscimos foi do Palmeiras. Aos 52 minutos, Gabriel Veron invadiu a área e bateu cruzado, só que Gabriel Silva não conseguiu fechar de carrinho junto ao poste esquerdo.

LEIA MAIS: Pelé chama Maradona de ‘incomparável’ e diz amá-lo em texto de homenagem

Previous ArticleNext Article