Santos só empata com peruanos, mas avança como líder na Libertadores

Folhapress

Ajudado pelo resultado do outro jogo da chave, o Santos confirmou nesta quinta-feira (24), mesmo com o empate sem gols contra o Real Garcilaso-PER, na Vila Belmiro, sua classificação como líder do Grupo 6 às oitavas de final da Copa Libertadores.

A equipe santista não foi capaz de furar a retranca dos peruanos, que praticamente não pisaram no campo de ataque e nem levaram perigo ao gol de Vanderlei. Com a vitória de virada do Estudiantes sobre o Nacional (URU) por 3 a 1, em La Plata, o Santos passou em primeiro com 10 pontos. Os argentinos assumiram a segunda colocação, com 8, ultrapassando no saldo de gols os uruguaios.

O primeiro tempo santista foi um reflexo do que a equipe vem mostrando na temporada, com muitas dificuldades de criação e de transformar as poucas chances em gols. Antes de o jogo iniciar, eram apenas seis gols em cinco partidas na Libertadores. No Campeonato Brasileiro, em que faz campanha ruim e está na 15ª colocação, o time de Jair Ventura também marcou seis vezes, mas em cinco jogos.

As melhores chances estiveram nos pés de Rodrygo e Vitor Bueno. Na primeira, o atacante não conseguiu dominar bom lançamento de Jean Mota, que o deixou na cara do goleiro Morales.
Na segunda oportunidade, Sasha chutou do bico da grande área e Morales espalmou no pé de Vitor Bueno, que não conseguiu empurrar a bola para o gol.


No intervalo, a situação do Grupo 6 era a seguinte: o Nacional vencia o Estudiantes, na Argentina, por 1 a 0, chegando a 11 pontos. Com o empate diante do Real Garcilaso, o Santos ficava com dez, perdendo a primeira colocação para os uruguaios.

O Santos precisava de gols para poder garantir a classificação como líder sem depender do resultado da outra partida. Jair Ventura mandou a campo o atacante Yuri Alberto no lugar de Vitor Bueno, que saiu machucado, e Copete na vaga de Diego Pituca, procurando dar mais ofensividade à equipe, já que o Garcilaso abdicou até mesmo do contra-ataque.

Mas quem ajudou mesmo a equipe foi a dupla Otero e Melano, do Estudiantes, autores dos gols da virada dos argentinos sobre o Nacional, jogando os uruguaios de volta para a segunda colocação do grupo, com oito pontos.

Ainda no fim da partida em La Plata, o Estudiantes chegou ao terceiro gol, assumindo o segundo lugar e conseguindo uma das vagas nas oitavas da Libertadores. O Santos, apesar do empate sem gols, fechou o Grupo 6 na liderança, com dez.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook