São Paulo joga mal de novo e não sai do zero com o lanterna Avaí

Folhapress

Avaí x São Paulo

Não foi desta vez que o São Paulo voltou a vencer na temporada. Pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, o Tricolor visitou o Avaí na Ressacada, em Florianópolis, e apenas empatou por 0 a 0 na noite deste sábado (8). Já são seis jogos sem que o time do Morumbi consiga um triunfo. O último foi em 12 de maio, contra o Fortaleza, na quarta rodada.

Os comandados de Cuca passaram todo o primeiro tempo sem conseguir acertar um chute em direção ao gol. A estatística só foi alterada na segunda metade da etapa final, quando Vladimir precisou espalmar uma cabeçada de Bruno Alves e um chute de Reinaldo. E foi só na atuação sem graça dos tricolores, agora com 13 pontos no Brasileirão. Os avaianos tiveram jornada ainda pior e agora amargam 11 partidas sem vitórias e apenas quatro pontos na lanterna do torneio.

Na nona rodada, a última antes da pausa para a disputa da Copa América, as duas equipes se enfrentam no mesmo dia e horário e como visitantes: na quinta-feira, às 20h, o São Paulo vai até Belo Horizonte encarar o Atlético-MG, no Independência, enquanto o Avaí viaja para a capital paulista e enfrenta o Palmeiras no Allianz Parque.

O São Paulo teve uma partida insossa em Santa Catarina, muito pela jornada ruim do ataque. Mas, por outro lado, a defesa mostrou bastante segurança. Muito pela presença de Luan à frente da zaga. O volante criado em Cotia ganhou a maioria das disputas individuais e tornou a saída de bola do Tricolor mais rápida e qualificada. Nos contra-ataques ensaiados pelo Avaí, foi impecável nas coberturas.


Não foi a mais brilhante das atuações de Alexandre Pato. Ainda assim, foi quem conseguiu se salvar entre os jogadores de ataque. Bateu uma falta perigosa e teve duas chances frustradas de cabeçadas. Suas tentativas de recuar e tabelar geraram os únicos resquícios de criatividade da equipe visitante. Quando o Avaí percebeu que essa movimentação poderia render problemas, Pato passou a sofrer seguidas faltas e ficou sem espaço. Nos acréscimos, criou boa chance, mas isolou o chute de fora da área.

A irritação da torcida na Ressacada explica como o Avaí tem se saído mal nesse longo jejum de vitórias. São 11 partidas sem vencer na temporada e, hoje, mais uma atuação ruim foi registrada. A equipe de Geninho queria buscar os contragolpes diante de um rival bem adiantado em campo, mas faltou velocidade e coragem dos jogadores. Nos lances de mano a mano, o Avaí nem sequer arriscava e a partida terminou sem gols.

AVAÍ
Vladimir, Lourenço, Eduardo Kunde, Betão e Igor; Ricardo (Luan Pereira), Pedro Castro e João Paulo; Getúlio, Caio Paulista (Brizuela) e Brenner (Daniel Amorim).
T.: Geninho.

SÃO PAULO
Tiago Volpi, Hudson, Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Luan, Tchê Tchê e Vitor Bueno (Igor Gomes); Toró (Everton Felipe), Everton (Calazans) e Alexandre Pato.
T.: Cuca.

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Auxiliares: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Jean Marcio dos Santos (RN)
Arbitro de vídeo: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
Cartões amarelos: Ricardo, Betão, Luan Pereira e Igor (Avaí); Toró e Tchê Tchê (São Paulo)

Post anteriorPróximo post