São Paulo e Corinthians empatam e amargam jejum de vitórias no Paulista

Jorge de Sousa

Alexandre Pato - Cássio - Corinthians - São Paulo - Campeonato Paulista

Com muitas oportunidades de gol perdidas, São Paulo e Corinthians fizeram um Majestoso com o placar zerado na noite deste sábado (15), ampliando o jejum de vitórias das equipes no Campeonato Paulista.

O duelo válido pela sexta rodada do Paulistão foi realizado no Morumbi, em São Paulo.

A partida também marcou o encontro de Tiago Nunes e Fernando Diniz, os últimos dois técnicos a comandarem o Athletico Paranaense.

O empate deixou o São Paulo na terceira posição do Grupo C. A equipe tem nove pontos, mesma pontuação da Inter de Limeira e do Mirassol, que ainda joga nesta rodada, enfrentando o Palmeiras neste domingo (16).

Já o Corinthians permanece na vice-liderança do Grupo D, com os mesmos oito pontos do Red Bull Bragantino, mas com saldo de gols melhor (3 a 1). O líder da chave é o Guarani com nove pontos ganhos.

CARNAVAL SEM JEJUM DE VITÓRIAS?

São Paulo e Corinthians seguem em uma “seca” de vitórias em fevereiro pelo Campeonato Paulista. Enquanto o tricolor não vence há três jogos, os corintianos não sabem o que é vitória há dois jogos.

Ambas as equipes vão tentar encerrar o jejum de vitórias no sábado de Carnaval (22).

O Corinthians faz uma curta viagem para Diadema para encarar o Água Santa, no Distrital do Inamar, às 15 horas.

O São Paulo também irá pegar pouco tempo na estrada, visitando o Oeste em Barueri, na Arena Barueri, às 16h30.

MUITAS CHANCES, NENHUM GOL

Tiago Volpi - Corinthians - São Paulo - Campeonato Paulista
Assim como Cássio, Tiago Volpi fez importantes intervenções na partida. (Peter Leone/Ofotográfico/Folhapress)

Aos três minutos de jogo, o árbitro Douglas Marques das Flores paralisou a partida devido a gritos homofóbicos da torcida do São Paulo nas arquibancadas. Ambos os capitães das equipes (Cássio e Hernanes) foram chamados e o sistema de som do Morumbi repreendeu os torcedores.

O São Paulo iniciou melhor a partida e criou boa chance aos 15 minutos. Daniel Alves arriscou falta da intermediária e Cássio teve que se esticar para espalmar a bola.

No minuto seguinte, foi a vez de Pablo dar trabalho para a defesa do Corinthians. Daniel Alves inverteu para Juanfran, que encontrou Hernanes na entrada da área o meia serviu o atacante, que de ponta de chuteira, mandou a bola perto do poste direito.

Aos 17 minutos, novamente o São Paulo ficou perto do gol. Pedro Henrique falhou no corte e a bola ficou com a Alexandre Pato, que invadiu a área, mas finalizou muito torto e perdeu boa chance.

Cássio apareceu pela primeira vez na partida aos 24 minutos. Vitor Bueno arriscou finalização da entrada da área e o goleiro espalmou, salvando também a finalização de cabeça do impedido Pablo no rebote.

Hernanes teve grande oportunidade de gol aos 33 minutos. Vitor Bueno serviu o meia de calcanhar, mas Hernanes demorou para chutar e Camacho conseguiu o desarme.

A primeira boa chance de gol do Corinthians foi aos 40 minutos. Camacho deu bom lançamento para Boselli, que arriscou o chute cruzado para encontrar Vagner Love. Mas antes do atacante, Tiago Volpi tirou de soco e salvou o São Paulo.

Boselli apareceu bem novamente aos 45 minutos. Cantillo lançou Fagner na direita e o lateral cruzou na medida ao atacante, que deu um tapa por cima para tirar de Tiago Volpi, mas bateu fraco e o goleiro foi rápido para tirar a bola quase em cima da linha.

Novamente o atacante teve a chance de abrir o placar aos 46 minutos. Lucas Piton fez boa jogada na esquerda e cruzou na medida para Boselli, que cabeceou mal e a bola foi por cima do gol.

Reinaldo teve a primeira grande chance de gol do segundo tempo aos quatro minutos. Alexandre Pato lançou o lateral na área, mas Reinaldo demorou para concluir a jogada e Cássio travou com o rival para ficar com a bola.

Aos 15 minutos, Cássio fez um milagre no Morumbi. Vitor Bueno encontrou Alexandre Pato sozinho na área e o atacante tentou bater por baixo do goleiro, que com o pé direito mandou a bola para a linha de fundo. A arbitragem erroneamente marcou tiro de meta na jogada.

O duelo ficou mais truncado do que na primeira etapa, voltando a ter uma chance clara de gol aos 43 minutos. Em falta na entrada da área, Luan bateu com efeito e Tiago Volpi foi buscar quase no ângulo direito.

O São Paulo reclamou de um pênalti não marcado em Igor Gomes aos 46 minutos. O meia invadiu a área e foi calçado por Camacho. Penalidade não marcada por Douglas Marques das Flores.

No minuto seguinte, Bruno Alves arriscou da intermediária e Cássio espalmou para a linha de fundo e garantiu o placar zerado no Morumbi.

Previous ArticleNext Article