São Paulo leva virada do Binacional e encerra invencibilidade brasileira na Libertadores

Jorge de Sousa

Alexandre Pato - São Paulo - Binacional - Copa Libertadores

Com queda de rendimento no segundo tempo, o São Paulo levou a virada e perdeu da Escuela Municipal Binacional por 2 a 1 na noite desta quinta-feira (5), encerrando a invencibilidade brasileira na Copa Libertadores da América.

Alexandre Pato abriu o placar para o São Paulo, enquanto Marco Rodríguez e Arango viraram o marcador para o Binacional.

O duelo foi realizado no Estádio Guillermo Briceño Rosamedina, em Juliaca, no Peru. A cidade peruana fica localizada a 3.825 metros acima do nível do mar.

Essa foi a primeira derrota do São Paulo atuando no Peru em Copa Libertadores da América, enquanto que para o Binacional significou a primeira vitória oficial em uma competição internacional.

O Flamengo está no Grupo D da Copa Libertadores, que além do Binacional ainda conta com o a LDU e o River Plate. As duas equipes se enfrentaram nesta quarta-feira (4) em Quito, com vitória dos equatorianos por 3 a 0.

MARÇO DECISIVO

Até o início de abril o São Paulo terá uma sequência decisiva de jogos pelo Campeonato Paulista e pela Copa Libertadores.

Pelo estadual. a equipe terá pela frente o Botafogo (fora de casa), o clássico contra o Santos (em casa), o Red Bull Bragantino (em casa) e o Guarani (fora de casa) para encerrar a primeira fase da competição.

Já pela Libertadores o São Paulo encerra o primeiro turno com confrontos em casa contra a LDU e o River Plate.

PERNAS PESADAS PELA ALTITUDE

Alexandre Pato - São Paulo - Binacional - Copa Libertadores
Alexandre Pato segue em boa fase e marcou seu quarto gol nos últimos três jogos. (Reprodução/Twitter Conmebol Libertadores)

O São Paulo iniciou forte a partida e criou boa chance aos oito minutos. Reinaldo cruzou da esquerda e Alexandre Pato chegou atrasado para cabecear, com a bola saindo muito torta.

O Binacional respondeu aos 11 minutos. Reyer recebeu no meio e arriscou da intermediária, mas a bola ganhou altura e passou por cima da meta.

Antony teve boa chance para abrir o placar aos 14 minutos. Alexandre Pato roubou bola no campo de ataque e serviu Igor Gomes. O meia ajeitou para Antony, mas o atacante pegou embaixo da bola e mandou por cima do gol.

A resposta do Binacional foi aos 16 minutos. Arango fez bela jogada pela esquerda, fintou Igor Vinícius e cruzou para Manco. Mas o meia tentou a batida de primeira e o chute saiu fraco para a defesa de Tiago Volpi.

Alexandre Pato abriu o placar aos 20 minutos. Tiago Volpi lançou Pablo no campo de ataque. O atacante tabelou com Daniel Alves e rolou para Pato tirar de Raúl Fernández e balançar as redes.

Novamente Antony perdeu boa chance para ampliar o placar aos 23 minutos. O atacante foi lançado na área, mas demorou para finalizar e Raúl Fernández fechou bem o ângulo para fazer a defesa.

Marco Rodríguez ficou perto de empatar o jogo aos 29 minutos. O atacante fez o pivô na entrada da área e finalizou perto do poste direito.

A pressão do Binacional seguiu e Tiago Volpi salvou o São Paulo aos 31 minutos. Ángel Pérez arriscou da entrada da área e o goleiro se esticou para mandar para escanteio.

No contra-ataque o São Paulo quase fez seu segundo gol. Raúl Fernández saiu mal do gol e não conseguiu o corte. A bola sobrou para Pablo, que pegou de primeira e mandou a bola a esquerda da meta.

Aos 35 minutos, Pablo perdeu nova oportunidade de gol. Antony roubou bola no campo de ataque e encontrou o centroavante, que limpou a jogada, mas isolou a finalização.

Ainda deu tempo de Raúl Fernández salvar o Binacional aos 38 minutos. Tchê Tchê achou Igor Gomes no ataque e o meia lançou Antony na área. Mas antes da chegada do atacante, Fernández foi rápido para sair da meta e ficar com a bola.

O Binacional buscou o empate aos quatro minutos do segundo tempo. Marco Rodríguez foi lançado entre a dupla de zaga e na saída de Tiago Volpi finalizou rasteiro entre as pernas do goleiro.

O São Paulo tentou responder com Antony aos 11 minutos. Após tabelar com Pablo, o atacante finalizou de primeira, mas a bola foi no centro do gol para a defesa de Raúl Fernández.

Visivelmente impactado pela altitude de Juliaca, o São Paulo foi caindo de intensidade com o decorrer do segundo tempo e o Binacional buscou a virada aos 32 minutos. Arango recebeu na direita, cortou para o centro e finalizou cruzado para vencer Tiago Volpi e balançar as redes.

Raúl Fernández ainda salvou o Binacional duas vezes nos minutos finais. Primeiro aos 42, defendeu em dois tempos chute cruzado e Antony. Já aos 44, foi buscar finalização colocada de Hernanes da entrada da área.

Previous ArticleNext Article