São Paulo vence o Avaí e entra no G4 do Brasileirão

Vinicius Cordeiro

são paulo avaí brasileirão

Sem muitas dificuldades, o São Paulo venceu o Avaí por 1 a 0 neste domingo (20) e entrou no G4 do Brasileirão. O time paulista ficou com vantagem numérica, aos 22 minutos do primeiro tempo, após a expulsão do atacante Brenner. Contudo, o gol são-paulino saiu apenas na etapa final. Arboleda, de cabeça após o escanteio cobrado por Daniel Alves, definiu marcador.

O jogo, válido pela 27ª rodada, foi realizado no Morumbi.

Com o resultado, a equipe treinada por Fernando Diniz chegou aos 46 pontos, dois a mais que o rival Corinthians. Ou seja, o São Paulo volta a entrar no G4.

Já o Avaí, com 17 pontos, permanece na vice-lanterna do Brasileirão. Caso a Chapecoense vença o Goiás, o time de Florianópolis ficará na última colocação.

PRÓXIMOS JOGOS

O São Paulo terá uma semana de preparação para enfrentar o Atlético-MG. O jogo, válido pela 28ª rodada, está marcado para o próximo domingo (27), às 16h. Para a partida, Daniel Alves é desfalque certo por ter recebido o terceiro cartão amarelo.

No mesmo dia, só que às 18h, o Avaí encara o Palmeiras na Ressacada.

SÃO PAULO MELHORA APÓS EXPULSÃO DO AVAÍ

Pato perdeu um gol feito e passou em branco contra o Avaí. (Maycon Soldan/Código19/Folhapress)

O jogo era morno até que o atacante Brenner, do Avaí, deu um pisão forte em Bruno Alves. O árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva foi rigoroso e aplicou o cartão vermelho direto.

Com um homem a mais, o São Paulo passou a arriscar. Antony, Daniel Alves, Vitor Bueno e Liziero finalizaram, mas sem eficiência. Ao todo, foram 10 arremates do time são-paulino. Além disso, a equipe chegou a ter 78% de posse da bola.

Na etapa final, Alexandre Pato perdeu grande chance. Antony rolou para o camisa 7, mas o atacante mandou pela linha de fundo com o gol livre.

Para sorte dele, o São Paulo abriu o placar no minuto seguinte. Daniel Alves cobrou escanteio e Arboleda cabeceou firme para abrir o placar.

Apesar da vantagem, o Avaí assustou em uma cobrança de falta de Julinho, defendida por Tiago Volpi, e um chute de Richard Franco, que saiu tirando tinta da trave.

Pato tabelou com Vitor Bueno e bateu firme, mas Vladimir fez grande defesa. O atacante acabou sendo substituído e viu, do banco de reservas, Vinícius Araújo desperdiçar a última chance dos catarinenses em empatar o jogo.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="664713" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]