São Paulo vence Wilstermann na altitude e se mantém 100% na Sul-Americana

No rodízio de Ceni, o time misto do São Paulo venceu o Jorge Wilstermann-BOL por 3 a 1 na noite desta quinta-feira (28).

Folhapress - 28 de abril de 2022, 21:55

Reprodução/Twitter Conmebol Sudamericana
Reprodução/Twitter Conmebol Sudamericana

No rodízio de Ceni, o time misto do São Paulo venceu o Jorge Wilstermann-BOL por 3 a 1 na noite desta quinta-feira (28), na altitude de mais de 2.500 metros de Cochabamba, na Bolívia, pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana.

Os gols do clube tricolor foram marcados por Igor Gomes, Reinaldo e Marquinhos, enquanto Osorio descontou para os donos da casa.

Com a vitória, o São Paulo mantém os 100% de aproveitamento no torneio continental e se isola ainda mais na liderança do Grupo D, agora com nove pontos, cinco a mais que o segundo colocado Everton-CHI. Ayacucho-PER, com três, e Jorge Wilstermann, com um, completam a chave.

Pela Sul-Americana, o São Paulo volta a campo na próxima quinta (5), novamente às 19h15, quando visita o Everton-CHI. Antes, na segunda (2), às 20h, o tricolor recebe o rival Santos no Morumbi pelo Campeonato Brasileiro.

O JOGO

Apesar da altitude, o São Paulo não teve problemas para controlar o jogo desde o início. Depois de boas chances com Igor Vinicius e Luciano, Igor Gomes abriu o placar aos 22 minutos do primeiro tempo.

A partida parecia tranquila e bem administrada, mas um pênalti cometido por Arboleda e convertido por Osorio, aos 30, freou o ímpeto do São Paulo e deu confiança para o Jorge Wilstermann arriscar mais. O Tricolor esboçou uma reação rápida, mas Luciano teve gol anulado por impedimento aos 33.

O segundo tempo começou em ritmo mais lento para ambas as equipes, mas logo o São Paulo voltou a pressionar. Aos 11, Rigoni cobrou uma falta no travessão. No lance seguinte, Alisson cabeceou por cima em outra chance de perigo. O Tricolor voltou à frente do placar aos 18, após pênalti convertido por Reinaldo. Marquinhos fechou a conta com belo gol da entrada da área aos 39.

O JOGO DO SÃO PAULO

O time misto escalado por Rogério Ceni teve início promissor, envolvendo a defesa do Jorge Wilstermann com toques rápidos, triangulações e ultrapassagens. O São Paulo controlou as principais ações com posse de bola e boas chances, mas pareceu sentir o empate nos minutos finais do primeiro tempo.

A mesma postura foi mantida na etapa final, e o Tricolor foi recompensado com o gol de pênalti de Reinaldo e, por fim, aumentou a vantagem com Marquinhos.

Em má fase, o time boliviano nem parecia jogar em casa e com a altitude ao seu favor. Quase não conseguiu trocar passes com objetividade no primeiro tempo, mas foi presenteado com um pênalti bobo cometido por Arboleda.

Na etapa final, começou recuado e sem quase sem oferecer perigo ao São Paulo. Depois do gol de Reinaldo, cresceu na partida em busca do empate, teve chances claras, mas não conseguiu igualar o placar novamente e ainda levou o terceiro.

Estádio: Félix Capriles, em Cochabamba, na Bolívia
Árbitro: Carlos Ortega (COL)
Assistentes: Jhon León (COL) e Dionisio Ruíz (COL)
Cartões amarelos: Robson dos Santos, Santiago Echeverría, Osorio e Ortiz (WIL); Luan, Igor Gomes e Rafinha (SPFC)
Gols: Osorio, aos 30min do 1º tempo (WIL); Igor Gomes, aos 22min do 1º tempo; Marquinhos, aos 39min do 2º tempo; e Reinaldo, aos 18min do 2º tempo (SAO)

JORGE WILSTERMANN
Bruno Poveda, Maximiliano Ortiz, Santiago Echeverría, Ronny Montero e Robson dos Santos (Francisco Rodríguez); Cristhian Machado, Vargas (Áñez), Moisés Villarroel e Serginho; Chávez (Ballivián) e Osorio. T.: Sergio Migliaccio

SÃO PAULO
Tiago Volpi, Igor Vinicius (Rafinha), Arboleda, Léo e Reinaldo; Luan (Andrés Colorado), Gabriel Sara (Marquinhos), Igor Gomes e Alisson; Eder (Rodrigo Nestor) e Luciano (Rigoni). T.: Rogério Ceni

LEIA MAIS: Gabigol faz 2, Flamengo vence Católica e segue 100% na Libertadores