Seleção brasileira feminina goleia a Argentina em estreia de Pia Sundhage

Vinicius Cordeiro


A seleção feminina de futebol atropelou a Argentina por 5 a 0 nesta quinta-feira (29), no estádio do Pacaembu. A partida, válida pelo Torneio Internacional de Futebol Feminino de Seleções, não podia ter sido melhor na estreia da técnica Pia Sundhage. Vale lembrar que o time ainda não contou com Marta, machucada.

13.180 pessoas acompanharam o clássico sul-americano, que arrecadou R$ 132.402,00. Boa parte do público levou bandeiras LGBT e entoou críticas ao presidente Jair Bolsonaro.

O resultado traz ainda mais confiança. A seleção feminina teve bastante engajamento na última Copa do Mundo, quando as brasileiras acabaram sendo eliminadas para a França e os jogos em São Paulo devem aumentar ainda mais esse envolvimento. Além disso, a seleção feminina não atuava no país há mais de dois anos.

O TORNEIO

O Torneio Internacional de Futebol Feminino de Seleções é um quadrangular. Ou seja, com a vitória, o Brasil chegou à decisão.

Neste domingo (1/9), Brasil e Chile vão disputar o título da competição. O jogo será novamente no Pacaembu, às 13h30. Antes, Costa Rica e Argentina disputam o terceiro lugar.

OS GOLS DA SELEÇÃO FEMININA

A goleada do Brasil foi iniciada aos 17 minutos. Bia fez uma jogadaça: livrou-se da marcação e cruzou rasteiro para Ludmilla completar para as redes.

O segundo saiu aos 33, em jogada das duas jogadores mais consagradas da equipe que atuou. Andressa Alves, que atua no Barcelona, cruzou para Formiga, jogadora do PSG, cabecear firme para o fundo do gol. Aos 41 anos, a meia campista anotou o 27.º gol em 190 partidas com a camisa amarelinha.

O terceiro saiu dois minutos mais tarde. Tamires cruzou e Debina apareceu na área e bateu firme para ampliar: 3 a 0.

Na etapa final, o time seguiu deslanchando. Aos 14 minutos, Andressa Alves cobrou o escanteio e Erika subiu bem para testar para as redes.

O último saiu aos 37 minutos. Luana cobrou falta na área e  Juncos cabeceou contra a própria meta, definindo o massacre da seleção brasileira feminina.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="654288" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]