Seleção derrota Camarões e fecha 2018 com apenas uma derrota e três gols sofridos

Roger Pereira


Dezesseis jogos, 14 vitórias, um empate e uma derrota. Vinte e nove gols marcados e apenas três sofridos. Esse é o retrospecto da seleção brasileira na temporada 2018, que se encerrou para a equipe de Tite nesta terça-feira, com a vitória sobre Camarões por 1 a 0. A campanha poderia ser quase perfeita, mas a única derrota ocorreu justamente quando não poderia: os 2 a 1 para a Bélgica, nas quartas de final da Copa do Mundo.

Num processo de reconstrução pós-copa e fazendo vários testes de jogadores visando a Copa América do ano que vem, o Brasil fez, nesta terça, seu sexto amistoso depois do mundial da Rússia, conquistando a sexta vitória, sem sofrer nenhum gol. As apresentações, no entanto, deixaram a desejar, como nesta última partida, com uma vitória pelo placar mínimo, a partir de um gol de bola parada.

O primeiro tempo foi bastante morno, Camarões ficou mais com a posse de bola e teve o controle do jogo. Mas foi o Brasil quem teve as melhores chances. A primeira delas foi com Allan, logo aos 4 minutos. Ele recebeu cruzamento de Paulinho na área, dominou no peito, puxou para a esquerda, driblou o zagueiro e bateu cruzado, para grande defesa do goleiro.

Aos 6′, o Brasil perdeu Neymar, após arriscar uma finalização de fora da área, o atacante sentiu a virilha e deixou o jogo, sendo substituído por Richarlison. Sem sua liderança técnica, o Brasil caiu de produção. Só voltou ao chegar aos 21′, quando Willian cruzou rasteiro para firmino, que, dentro da área, teve tempo de dominar antes de chutar ao gol, mas carimbou o goleiro.

Depois, forma 20 minutos de Camarões com a bola, mas sem nenhuma jogada aguda. Até que, nos cinco minutos finais, o Brasil pressionou e conseguiu o gol. Aos 40′, Richarlison cruzou para Firmino cabecear para fora. Aos 43′, Alan bateu de fora da área, Firmino desviou e o goleiro espalmou para escanteio. Na cobrança de escanteio, Richarlison, de cabeça, abriu o placar.

No segundo tempo, com Gabriel Jesus no lugar de Firmino, o Brasil até começou pressionando, mas foi só ímpeto inicial. A primeira grande chance, inclusive, foi de Camarões. Aos 7′, no cruzamento de Ekambi que saiu da direita, Bahoken aparece livre na entrada da pequena área, mas desviou para fora.

Na cobrança de tiro de meta, no entanto, o goleiro de Camarões deixou a área para disputar a bola de cabeça, e ela sobrou para Jesus, que bateu rasteiro, sem goleiro, na trave. O Brasil voltou a ameaçar com Danilo arriscando de fora, aos 14′, mas a bola saiu, e Arthur acertando o travessão aos 22′. Aos 40′, o goleiro camaronês fez grande defesa em finalização de Allan e, aos 43′, fez duas defesas consecutivas evitando gols, de Allan e Richarlison, no rebote.

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal