Série B: Paraná perde para o Cruzeiro de Felipão e termina primeiro turno fora do G-4

Rafael Nascimento


O Paraná Clube foi derrotado pelo Cruzeiro por 2 a 0 na noite desta sexta-feira (30) no estádio Mineirão, em Belo Horizonte, pelo encerramento do primeiro turno da Série B do Brasileiro.

Os atacantes Marcelo Moreno, com um minuto de jogo, e Airton, ainda no primeiro tempo, anotaram os gols da Raposa.

Com a derrota, o Tricolor desperdiçou a chance de voltar ao G-4 da competição, e encerra a primeira metade do campeonato fora do grupo de acesso à Série A, na 5ª posição, com 28 pontos.

Em 19 partidas, o time paranista acumula sete vitórias, sete empates e cinco derrotas (49,1% de aproveitamento).

Os três pontos tiram o Cruzeiro da zona de rebaixamento para a Série C – cenário improvável há duas semanas, antes da chegada do técnico Felipão ao clube. Em três partidas no comando celeste, o experiente treinador soma duas vitórias e um empate. Agora, a Raposa figura na 16ª colocação, com 20 pontos.

As equipes voltam a campo na próxima sexta-feira (6), pela 20ª rodada. Às 17h15, o Cruzeiro visita o Botafogo-SP, em Ribeirão Preto, em confronto direto pela fuga do rebaixamento. Mais tarde, às 21h30, o Paraná Clube recebe na Vila Capanema o Confiança.

ELÉTRICO, CRUZEIRO LIQUIDA JOGO AINDA NO PRIMEIRO TEMPO

Invicto desde a chegada do técnico Luiz Felipe Scolari, o Cruzeiro começou o jogo pressionando o Paraná Clube e abriu o placar logo no primeiro minuto de jogo, com Marcelo Moreno. Após cobrança de falta pela direita, Régis colocou a bola na cabeça do camisa 9, que se antecipou à marcação e venceu o goleiro Marcos: 1 a 0.

A vantagem no placar elevou o moral do time mineiro, que com o resultado parcial deixava a incômoda zona de rebaixamento. Em alta voltagem, a Raposa seguiu imprimindo uma blitz no Tricolor, que se segurava atrás e viu o adversário arrematar seis vezes nos primeiros 13 minutos.

Ligado no jogo, Marcelo Moreno recebeu na entrada da pequena área e arrematou firme, exigindo grande defesa de Marcos.

O Paraná emplacou sua primeira saída de jogo efetiva apenas aos 20, com trocas de passes pelo lado esquerdo e finalização de Andrey.

Já equilibrado, o time do técnico Allan Aal passou a ganhar terreno e rondar a área adversária, mas sem chances efetivas.

No fim do primeiro tempo, o goleiro Fábio fez a ligação direta com Patrick Brey, que avançou pelo campo paranista e encontrou o atacante Airton em ótima posição para driblar o goleiro Marcos e ampliar o marcador: 2 a 0.

Precisando reverter o resultado para voltar ao G-4, o Tricolor voltou melhor para a etapa final e teve maior posse de bola. Apesar disso, o time apresentava dificuldades no setor de criação e não experimentava o goleiro Fábio.

Allan Aal ainda promoveu as entradas de Karl e Guilherme Biteco, mas o time não apresentou a resposta imaginada. Firme defensivamente, o Cruzeiro não deu chances do Paraná e ainda levou perigo no fim, com uma bomba de fora da área de Claudinho.

Previous ArticleNext Article