Sob a sombra das denúncias de fraudes, morre o centenário João Havelange

O ex-presidente da Fifa, João Havelange, morreu na madrugada desta terça-feira (16), no Rio de Janeiro, vítima de uma in..

Redação - 16 de agosto de 2016, 11:04

O ex-presidente da Fifa, João Havelange, morreu na madrugada desta terça-feira (16), no Rio de Janeiro, vítima de uma infecção pulmonar que se transformou em generalizada e provocou sua morte. Havelange esteva internado havia dois meses por causa de uma pneumonia, mas recebeu alta, porém voltou a ser internado no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro (RJ).

Havelange, filho de pais belgas, foi presidente da Fifa durante 24 anos (1974 a 1998), e mesmo tendo popularizado o esporte na Ásia e África sempre esteve sob uma sombra de denúncias de fraudes e movimentações ilícitas de dinheiro.

A CBF divulgou uma nota oficial sobre a morte de Havelange:

"Com extremo pesar, a Confederação Brasileira de Futebol, sua Diretoria e seus funcionários despedem-se de João Havelange. Nesta terça-feira (16), aos 100 anos, o ex-presidente faleceu no Rio de Janeiro, onde estava internado desde julho devido a complicações causadas por uma pneumonia. A CBF, por sua Presidência, decretou luto oficial de sete dias, com bandeiras hasteadas a meio mastro. Na próxima rodada dos campeonatos em andamento, será respeitado um minuto de silêncio antes de todas as partidas."