Sobrevivente da tragédia aérea da Chape, Rafael Henzel morre após infarto

Folhapress

Um dos seis sobreviventes da tragédia aérea da Chapecoense que vitimou 71 pessoas em novembro de 2016, na região de na região de Medellín, o jornalista Rafael Henzel, 45, morreu nesta terça-feira (26) após sofrer um infarto durante uma partida de futebol com os amigos na cidade de Chapecó.

O jornalista foi socorrido após sofrer o mal súbito e levado ao Hospital Regional de Chapecó, mas não resistiu. O narrador costuma jogar futebol com os amigos às terças-feiras.

No acidente aéreo, Henzel teve sete costelas quebradas, pneumonia e lesão no pé direito. Ficou 20 dias internado, dos quais dez na UTI. Após receber alta, voltou a narrar uma partida de futebol menos de 45 dias após o acidente. Na oportunidade, narrou o amistoso entre Chapecoense x Palmeiras.

Além do jornalista, que trabalhava na rádio Oeste Capital FM, os outros sobreviventes do acidente foram o goleiro Jackson Follmann, o zagueiro Neto, o lateral esquerdo/meia Alan Ruschel, além de Erwin Tumiri, técnico da aeronave, e Ximena Suárez, comissária de bordo.


Em 2017, Rafael Henzel lançou o livro “Viva Como se Estivesse de Partida. Na obra, fala sobre o acidente e a mensagem de importância à vida.
Ele deixa o filho, Otávio, e a esposa, Jussara Ersico.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook