Sport supera Vasco e deixa cariocas em situação perigosa

Folhapress

Não foi dessa vez que o Vasco conseguiu desgarrar na zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro. O clube foi derrotado pelo Sport neste sábado (20), na Ilha do Retiro (PE), por 2 a 1. O resultado voltou a deixar o time carioca ameaçado. Os pernambucanos, por sua vez, mantiveram a chama da esperança acesa.

Os gols foram marcados por Mateus Gonçalves, pelo Sport, Cláudio Winck, pelo Sport, e Fabrício pelo Vasco.
Com o resultado, o time de São Januário se manteve com 34 pontos. O Sport foi a 31. Neste domingo, Ceará e Chapecoense, que também têm 31 e abrem a zona da degola, entram em campo.

Faltando oito rodadas para o término da competição, o Vasco recebe na próxima sexta-feira o Internacional em casa. O Sport, por sua vez, visita o Grêmio, no sábado, em Porto Alegre (RS).

Sport e Vasco fizeram uma partida eletrizante na Ilha do Retiro (PE). O jogo foi movimentado e com muitas chances de gol, principalmente pelo lado dos pernambucanos, que estavam mais efetivos no ataque. No cruzmaltino, Maxi López se encontrava isolado, mas nas vezes em que a bola chegou, ele deu trabalho. O time da casa acabou se aproveitando dos velhos erros defensivos dos vascaínos.


Após uma bela arrancada de Sander pela esquerda, Mateus Gonçalves recebeu, cortou para o meio e deu um lindo chute colocado para abrir o placar para o Sport aos 24 minutos do primeiro tempo.

Aos 38min, o meia Fabricio, que tem sido criticado pela torcida, invadiu a área, teve calma para driblar o goleiro e, de direita, empurrou para o fundo do gol, empatando a partida para o Vasco.

Artilheiro da equipe na temporada, o lateral Yago Pikachu sofreu uma pancada na cabeça aos 13 minutos do primeiro tempo, teve uma rápida perda de consciência e foi forçado pelo médico vascaíno Carlos Fontes a ser substituído. A decisão do profissional revoltou o jogador, que queria retornar, mas foi impedido.

Aos 22 minutos do segundo tempo, Mateus Gonçalves fez boa jogada em cima de Rafael Galhardo e chutou meio sem ângulo. O goleiro Fernando Miguel deu rebote e a bola voltou para Gonçalves, que cruzou na cabeça de Cláudio Winck para fazer o Sport novamente ficar à frente do placar.

Post anteriorPróximo post