STJD lava as mãos para impasse do Paranaense

Redação


A medida cautelar impetrada pelo Paraná Clube na última semana, em que pedia por um novo chaveamento das quartas-de-final, não tem data para ser julgada. Mesmo com o pedido da Federação Paranaense de Futebol (FPF) para que fosse dada urgência ao processo, o STJD não parece disposto a seguir esta orientação. Com isso, os jogos já homologados serão mantidos e o Paraná, eliminado pelo Atlético, deve permanecer fora da competição. O TJD também indeferiu o pedido feito pelo Cascavel com o mesmo propósito.

Em entrevista ao portal UOL, em São Paulo, o presidente do STJD, Ronaldo Piacente, lavou as mãos sobre o futebol paranaense e criticou: “A bagunça está vindo da parte deles”, avaliou.

Na noite de terça-feira (11), Hélio Cury justificou o pedido feito ao STJD, como uma condição para que o campeonato não fosse paralisado. “Queríamos o cumprimento do regulamento, o STJD extrapolou suas funções ao determinar uma partida do Rio Branco, não respeitando as regras”, comentou.

Mesmo com o impasse, os jogos da noite de quarta – Coritiba e Cascavel e Londrina x Rio Branco, assim como, a rodada do final de semana, estão mantidos.

 

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="424709" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]