STJD marca julgamento das perdas de mando de Atlético-PR e Coritiba

Francielly Azevedo e Assessoria

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) marcou para a próxima sexta-feira (6), a partir das 10h (de Brasília), o julgamento de Atlético-PR e Coritiba em última instância. Os times foram punidos com a perda de mando de campo pelo arremesso de bombas e uso de sinalizador no clássico pelo estadual, em 4 de fevereiro, no Couto Pereira. Após o trânsito em julgado nesta fase, os clubes não poderão mais recorrer.

Pelo Campeonato Paranaense, Atlético e Coritiba foram punidos pelo arremesso de bombas no clássico. Na súmula o árbitro narrou ainda o lançamento de uma bola de papel e o uso de sinalizador.

Em primeira instância os clubes foram punidos com multas de 17 mil e o Atlético/PR recebeu ainda a perda de dois mandos de campo. Em recurso dos clubes a Procuradoria, o Pleno do TJD/PR majorou as penas do Coritiba para multa de R$ 37 mil e perda de dois mandos de campo, enquanto o Atlético/PR viu a pena de multa aumentar para R$ 65 mil e a perda de mando para quatro jogos.

No STJD, os clubes recorreram em última instância com pedido de efeito suspensivo para atuarem com torcida até o julgamento final. No entendimento da Auditora Arlete Mesquita, a não concessão do efeito suspensivo e uma possível absolvição no STJD pode gerar uma perda irreparável aos clubes. A Auditora destacou ainda que a decisão no Tribunal local foi proferida por maioria e não por unanimidade dos votos.


Punição não deve afetar a final

Segundo o regulamento da Federação Paranaense de Futebol (FPF), a perda de mando de campo só poderá ser executada “na partida que venha a ocorrer após decorridos dez dias do recebimento de comunicação da Justiça Desportiva que a impuser”. Sendo assim, não há tempo hábil para que Atlético cumpra a penalidade na final do Campeonato Paranaense contra o Coritiba.

Post anteriorPróximo post
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.