Tenista francês desiste do Australian Open para não tomar vacina contra covid

Folhapress

Tenista francês desiste do Australian Open para não tomar vacina contra covid

O tenista profissional Pierre-Hugues Herbert preferiu desistir de disputar o Aberto da Austrália, entre os dias 17 a 30 de janeiro de 2022 para não ter que se vacinar contra a Covid-19, informou neste sábado (11) o jornal francês Le Parisien.

A vacinação é uma das exigências feitas pelo torneio para os participantes.

O aberto é o primeiro torneio do Grand Slam da temporada de 2022. “Claro, a partir do momento em que não pude ficar sem ser vacinado, necessariamente complicou as coisas. Mas, sim, da minha parte, é uma escolha pessoal não ser vacinado”, afirmou o tenista francês.

Ainda segundo o atleta, ele está avaliando a continuidade da carreira por não considerar mais viável ser tenista se precisar ser vacinado para isso.

“Não sei quanto tempo vai durar, não sei se é viável hoje ser tenista sem estar vacinado “, declarou em um vídeo o jogador, vencedor do Masters de duplas há três anos.

Além do regulamento do torneio, o estado de Victoria, cuja capital Melbourne sediará o Aberto da Austrália em janeiro, descartou no final de outubro a concessão de uma isenção especial para jogadores não vacinados para participarem do torneio.

As normas de Saúde impostas tanto pelo estado quanto pela organização do Grand Slam também pode deixar de fora o sérvio Novak Djokovic, que a pouco mais de um mês para o início da competição, se recusa a dizer se está ou não vacinado.

LEIA MAIS: Remo vence Vila Nova e conquista sua primeira Copa Verde

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="810822" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]