Thiago Pereira disputa com Phelps e Lochte medalha nos 200m medley

Guilherme Costa, do UOLO Brasil terá apenas um representante na final dos 200m medley. Em um duelo com Michael Phelps e ..

Redação - 11 de agosto de 2016, 11:13

Guilherme Costa, do UOL

O Brasil terá apenas um representante na final dos 200m medley. Em um duelo com Michael Phelps e Ryan Lochte, Thiago Pereira conseguiu anotar um tempo suficiente para garantir sua presença na decisão da prova. A prova valendo as medalhas olimpicas acontece nesta quinta-feira (11), às 23 horas. A delegação brasileira ainda não conquistou nenhuma medalha nas piscinas olímpicas da Rio 2016

Nadando na segunda bateria e ao lado dos dois americanos favoritos ao ouro, Thiago Pereira chegou a liderar nos primeiros 100m, mas perdeu força no nado livre. Com isso, acabou sendo superado por Phelps e Lochte e encerrou na terceira colocação.

"Gostei. 1min57s11, valeu. A grande importância era a vaga na final. Agora estamos aí, mais uma final olímpica, a quarta seguida na prova", afirmou Thiago Pereira, ao "Sportv". O nadador ainda agradeceu o apoio da torcida, que em todo instante gritava "Thiago, Thiago".

"Antes de mais nada, queria agradecer a todos os brasileiros, essa torcida maravilhosa que tem estado aqui todos os dias apoiando a gente. Está sendo único para mim. Isso aí é o que vai ficar marcado para o resto da minha vida".

O tempo de Thiago foi de 1min57s1, o terceiro melhor da semifinal. Ao contrário do que havia acontecido nas eliminatórias, Michael Phelps foi mais rápido do que Lochte e encerrou com a melhor marca: 1min55s78. O rival nadou para 1min56s28.

"Queria fazer 1min55 hoje e cumpri o planejado. Espero poder nadar ainda melhor amanhã. Vai ser uma batalha, e eu quero deixar tudo que tenho na piscina", afirmou Phelps.

Também presente na semifinal, Henrique Rodrigues não teve o mesmo sucesso de Thiago. Primeiro a cair na água, o brasileiro sofreu na segunda metade da prova e terminou com o tempo de 1min59s23. Nas eliminatórias, ele havia nadado para 1min58s56. "Foi uma tática equivocada. De manhã eu nadei mais tranquilo, mesmo. Agora eu resolvi passar mais devagar. Não tem como ficar contente, mas Olimpíada é isso mesmo", lamentou Rodrigues.

Apesar da piora em relação ao tempo, Rodrigues ficou a apenas uma posição da final. Terminando em nono geral, ele foi superado por Philip Heintz, que nadou para 1min58s85. "Terminei minha participação aqui. Estou muito feliz, muito contente, mas vou me preparar melhor no futuro", completou.

Leia também:

> Nadador com mesmo nome do Aquaman vai representar o Brasil na Europa

> Dicas de natação com Arthur Cury e Ederley Scremin