Thiago Wild vence ATP 250 de Santiago e quebra jejum de quatro anos do tênis brasileiro

Jorge de Sousa

Thiago Wild - Casper Ruud - ATP 250 de Santiago

Thiago Wild venceu o norueguês Casper Ruud (número 38 do ranking da ATP) em parciais de 7/5, 4/6 e 6/3 em 2h16 de jogo e conquistou o ATP 250 de Santiago, no Chile, na tarde deste domingo (1).

O resultado encerrou um jejum de títulos do tênis brasileiro de quase cinco anos. O último tenista nacional a vencer um torneio desse nível foi o paulista Thomaz Bellucci no ATP 250 de Genebra, na Suíça, em 2015.

O paranaense de Marechal Cândido Rondon também quebrou outra marca com o título em Santiago. Com apenas 19 anos, Wild se torna o mais jovem brasileiro a ganhar um título de nível ATP.

Com o título, Wild irá se aproximar dos 100 primeiros tenistas do ranking da ATP, dando um salto de 69 posições para a 113ª colocação.

VITÓRIA SUADA NO TERCEIRO SET

Ruud iniciou melhor a partida e conseguiu abrir 3/1 na partida após quebrar o saque do brasileiro. Mas Wild se manteve firme e salvou sete break-points em seus dois games de serviço seguintes e ainda devolveu a quebra para virar o jogo em 4/3.

Mais confiante, Wild não desperdiçou a chance da quebra no 12º game do primeiro set e saiu em vantagem na partida.

O segundo set foi mais equilibrado e seguiu sem chances de quebra até o nono game, quando Ruud aproveitou queda de ritmo do brasileiro e buscou a quebra. Na sequência, o norueguês sacou com tranquilidade para empatar a partida.

Wild mostrou maturidade no início do terceiro set, ao confirmar com tranquilidade seu game de serviço e na sequência quebrar o saque de Ruud.

O brasileiro não abriu portas para Ruud, conseguindo confirmar até o final do jogo seus serviços sem ceder nenhum break-point.

FOCO AGORA É COPA DAVIS

Wild já se reapresenta no início da próxima semana para a equipe brasileira que irá buscar uma vaga no Grupo Mundial da Copa Davis. O Brasil irá enfrentar a Austrália fora de casa, sem os duplistas Bruno Soares e Marcelo Melo. Em compensação os australianos não terão os simplistas Nick Kyrgios e Alex de Minaur.

Na semana seguinte, Wild volta ao circuito ATP para participar do Challenger de Olímpia, que será realizado no interior de São Paulo. O brasileiro será o cabeça de chave 1 da competição e pode somar pontos importantes para buscar a chave direta em Roland Garros, segundo Grand Slam da temporada, disputado anualmente na França.

Previous ArticleNext Article