Tiago Nunes recebeu propostas de 5 clubes brasileiros desde a saída do Corinthians

Redação

tiago nunes corinthians athletco

Sem clube desde a saída do Corinthians, em setembro de 2020, Tiago Nunes é um dos nomes mais badalados no mercado do futebol brasileiro. O técnico de 41 anos, campeão da Copa Sul-Americana 2018 e da Copa do Brasil 2019, é alvo constante de especulações. Em entrevista ao De Olho no Jogo, canal do Youtube, o comandante revelou que teve contatos no futebol mexicano e uruguaio, além de receber propostas de cinco clubes brasileiros.

“Eu tive convites desde o final de setembro até agora. Tive do Vasco, Cruzeiro, Coritiba, me senti muito honrado, Fortaleza e por último Santos, que a gente avançou muito e por uma razão da direção, que refez uma nova proposta quando estava tudo bem encaminhado, a gente acabou não fechando”, contou ele.

O treinador ainda disse que a pandemia atrapalhou os planos de dar o primeiro passo para construir uma carreira internacional. Durante a entrevista, Tiago apontou que busca informações de campeonatos sul-americanos, europeus e também asiáticos. “Já estaria fora do país, no mínimo morando, se não fosse a pandemia”.

Tiago Nunes ainda confirmou que não há qualquer negociação em andamento para retornar ao Athletico. Apesar de ser xodó e muito requisitado pela torcida, o treinador saiu do Furacão em descompasso com o homem forte do clube, Mário Celso Petraglia. Na época, no fim de 2019, o técnico pediu uma valorização e não chegou a um consenso apesar dos esforços do clube. Hoje, o comandante tem processo contra o Rubro-Negro correndo na Justiça.

“Existiram divergências na minha saída e que geraram alguns impeditivos momentâneos para um retorno. Mas tenho plena convicção que eu vá retornar ao Athletico. Não sei quando isso vai acontecer. Não houve nenhuma procura formal. Sempre tive conversas informais com várias pessoas, mas nunca houve uma proposta. O que permanece é minha torcida e meu carinho constante”, completou ele.

TIAGO NUNES AVALIA IMPACTO DA COVID NO FUTEBOL E CRÍTICAS SOBRE OS TÉCNICOS

Um dos temas abordados durante a entrevista foi o impacto da pandemia de covid-19 no futebol. Tiago Nunes acredita que o técnico virou uma espécie de “escalador”, virando um torcedor para que a ideia dê certo sem a execução de treinamentos para aperfeiçoamento. Ele ainda acredita que a queda na qualidade do jogo é uma das consequências da pandemia.

“Eu tenho certeza que a pandemia potencializou essas dificuldades técnicas e nas qualidades dos jogos. Isso já vinha acontecendo nas temporadas anteriores, tendo em vista que o número de jogos que se tem no Brasil e o número de competições que se joga ao mesmo tempo. É impossível que se consiga atuar com a mesma qualidade’, constatou.

Tiago também pontuou que o trabalho do treinador ficou ainda mais difícil com as constantes lesões e os surtos de covid nas equipes. Isso é somado com a ausência do torcedor nos estádios e períodos diferentes da preparação técnica. Diante desse cenário, ele comenta que a crítica esportiva não leva isso em conta.

“A avaliação externa continua sendo feito como se não tivéssemos todos esses catalisadores”, disse.

Entre os temas abordados por Tiago Nunes, estão a pressão pelo jogo propositivo, a relação com dirigentes e a aproximação do futebol com o entretenimento. Veja a íntegra da entrevista:

Previous ArticleNext Article