Operário sai atrás, mas empata no fim com o Tombense na Série B

O Operário estreou na Série B do Campeonato Brasileiro com empate para o Tombense por 1 a 1, na noite deste sábado (09), em Muriaé, no interior de Minas Gerais

Pedro Melo - 09 de abril de 2022, 22:59

(Gabriel Thá/Operário)
(Gabriel Thá/Operário)

O Operário estreou na Série B do Campeonato Brasileiro com empate para o Tombense por 1 a 1, na noite deste sábado (09), em Muriaé, no interior de Minas Gerais.

O experiente Ciel, de 40 anos, deu muito trabalho para o Alvinegro e abriu o placar. Ele marcou três gols durante o jogo, mas apenas um deles foi validado. Além disso, ainda colocou uma bola na trave.

Já Felipe Saraiva, que estreou com a camisa do Fantasma após se destacar no Campeonato Paranaense pelo Maringá, saiu do banco de reservas e empatou a partida aos 41 minutos do segundo tempo.

Na próxima rodada, o Operário estreia em casa na segunda divisão contra a Ponte Preta. O jogo será no sábado (16), às 11h. E o Tombense vai até o Maranhão para enfrentar o Sampaio Corrêa, no mesmo dia, às 16h30.

OPERÁRIO ARRANCA EMPATE NO FINAL DO JOGO NA ESTREIA NA SÉRIE B

Mesmo jogando fora de casa, o Operário foi quem levou perigo pela primeira vez. Aos oito minutos, Felipe Garcia arriscou da intermediária e a bola passou perto da trave. A resposta do Tombense terminou com bola na rede, mas o gol foi anulado. Ciel marcou e o impedimento marcado após longa revisão do VAR.

A partida continuou com chances de perigo para os dois lados. Aos 22, Paulo Sérgio ficou perto de marcar para o Fantasma, mas foi travado. Na sequência, o Tombense quase marcou com Keké, que chutou rasteiro para fora. E aos 29, Ciel apareceu mais uma vez e cabeceou pela linha de fundo.

O Tombense teve mais um gol anulado logo aos três minutos do segundo tempo. Igor Henrique chutou de fora da área, Vanderlei não segurou e Ciel marcou no rebote. Porém, o assistente anulou por impedimento.

E na terceira bola na rede, Ciel comemorou o primeiro gol do Tombense na história da Série B. Aos 11, a bola bateu na mão de Thales dentro da área e o árbitro marcou o pênalti após olhar o lance no vídeo. Na cobrança, o experiente centroavante cobrou com cavadinha e abriu o placar.

O Operário até empatou a partida pouco tempo depois, porém, a arbitragem pegou falta de ataque no lance do gol de Reina. E o Tombense respondeu quase marcando o segundo. Aos 24, Ciel recebeu livre de marcação e cabeceou no travessão.

O time da casa ainda criou mais duas chances que levaram muito perigo para a defesa paranaense. Aos 36, Jean Lucas chutou rasteiro da intermediária e Vanderlei mandou para escanteio. E aos 38, Ciel dominou na entrada da área, chutou de bico, mas mandou para fora.

Logo depois de perder o gol, o centroavante do Tombense saiu de campo e deu lugar ao zagueiro Moisés. Com o time mineiro mais recuado, o Operário partiu para o ataque e chegou ao empate aos 41 minutos. Felipe Saraiva, que saiu do banco, driblou David e chutou firme para estufar as redes.

FICHA TÉCNICA - TOMBENSE 1X1 OPERÁRIO

Data, horário e local: sábado (09), às 21h, no estádio Soares de Azevedo, em Muriaé, no interior de Minas Gerais (MG).

Tombense: Rafael Santos; David, Jordan, Roger Carvalho e Manoel; Gustavo Cazonatti, Zé Ricardo (Alison Silva) e Igor Henrique (Jean Lucas); Everton Galdino (Marcelinho), Ciel (Moisés) e Keké (Gabriel Henrique). Técnico: Hemerson Maia.

Operário: Vanderlei; Arnaldo, Thales, Reniê e Fabiano; André Lima (Ricardinho), Fernando Neto (Junior Brandão) e Reina (Rafael Chorão); Felipe Garcia (Jean Carlo), Paulo Sérgio e Thomaz (Felipe Saraiva). Técnico: Claudinei Oliveira.

Arbitragem: Rodrigo José Pereira Lima (PE), auxiliado por Ricardo Bezerra Chianca (PE) e Bruno Cesar Chave Lima (PE).

Gols: Ciel (TOM), aos 12' do segundo tempo, e Felipe Saraiva (OPE), aos 41' do segundo tempo.

Cartões amarelos: Thales (OPE); Keké, Manoel e Zé Ricardo (TOM).